fbpx
28092020 - GOOGLE-min
GreenFrog

GreenFrog

Bioconstrução? Como fazer uma casa ecológica?

A bioconstrução está ganhando cada vez mais adeptos, pois significa construir em harmonia com as pessoas e o meio ambiente. Mas você sabe como fazer?

Uma casa ecológica é, por definição, projetada, construída e mobiliada com materiais reciclados, tecnologia inteligente e fontes de energia renováveis que reduzem sua pegada de carbono e diminuem suas necessidades de energia. Uma casa onde o conforto anda de mãos dadas com a praticidade e a sustentabilidade.

Na prática bioconstrução é construir uma casa saudável, sustentável e eficiente a partir de materiais naturais, montados artesanalmente, sem a necessidade de máquinas pesadas, energeticamente eficientes e respeitadoras do meio ambiente.

Esse tipo de casa ecológica, além de abrigo, fornece tudo o que é necessário para uma vida harmoniosa sem perder o respeito ao meio ambiente.

Seu preço não é superior ao de uma construção convencional e, dependendo dos materiais escolhidos, pode ser ainda mais barato, além das economias subsequentes, como energia, água e outras.

Casa ecológica

Bioconstrução
Bioconstrução? Como fazer uma casa ecológica? Foto Jardim do Mundo

Quando você imagina uma casa ecológica, é natural imaginar algo parecido com uma casa revestida de madeira com um telhado verde – mas as credenciais verdes de uma casa nem sempre são óbvias à primeira vista.

Os avanços na tecnologia de construção, que vão desde sistemas completos de construção a componentes como vidros, significam que o desejo de produzir uma habitação com alta eficiência energética não restringe mais suas escolhas de projeto.

Para alguns, não é suficiente construir uma casa termicamente eficiente. Muitas pessoas também querem que os materiais e a mão de obra usados ​​sejam o mais sustentáveis ​​possível – obtidos localmente de fontes renováveis, por exemplo. Isso minimiza a quantidade de energia que vai para a construção de sua casa (conhecida como energia incorporada).

Embora algumas das residências a seguir empreguem quantidades significativas de materiais intensivos em recursos, como concreto, todas elas alcançaram níveis de desempenho de energia em uso excelentes – o que significa que serão capazes de pagar sua dívida de carbono nos próximos anos.

Diferenças entre casas ecológicas e convencionais

 A maioria das casas de hoje desperdiça recursos e energia, altera o ambiente natural e abriga inúmeras substâncias tóxicas para a saúde, desde a pintura até os materiais com os quais ela é construída, como cimento, que pode conter metais pesados ​​perigosos.

Além disso, tintas e vernizes à base de óleo emanam venenos voláteis, como cetonas, xileno, tolueno e outros, sem contar o amianto, atualmente proibido em muitos países, e outras fibras tóxicas usadas na construção.

Por sua vez, os materiais de PVC incorporam elementos biocidas em sua produção. Isso faz com que as atmosferas interiores tenham centenas de substâncias químicas, partículas e materiais biológicos com potenciais efeitos nocivos à saúde e sejam uma fonte de diferentes tipos de asma, alergias ou câncer. O que faz da construção à base de cimento e asfalto uma ameaça à vida e ao bem-estar.

Pelo contrário, a bioconstrução, a criação de casas ecológicas, cria habitats que respeitam a saúde de seus ocupantes e o ambiente em que estão localizados.

Representa um retorno ao conhecimento ancestral que permitiu que nossos ancestrais habitassem lares saudáveis ​​e em equilíbrio com o meio ambiente.

Casas artesanais construídas com pedra, terra e madeira do local, sem arruinar os ecossistemas. Os princípios básicos das construções ecológicas são: a economia de energia, a redução da poluição atmosférica, evitando materiais tóxicos e maximizando a reciclagem.

O uso de materiais ecológicos reduz as emissões de CO2, economiza dinheiro e garante a saúde das pessoas e do planeta.

O resultado é uma casa ecológica e saudável, com todos os avanços modernos, sem emissões prejudiciais e em que o consumo de energia é menor que o de uma casa convencional, graças ao design bioclimático.

Como começar com uma bioconstrução?

Bioconstrução
Bioconstrução? Como fazer uma casa ecológica? Foto Conexão Planeta

 Ao construir uma casa ecológica, primeiro é conveniente ir à geobiologia para localizar e corrigir as zonas geopatogênicas que alteram nosso metabolismo e prejudicam nossa saúde.

Portanto, as perturbadoras influências da radiação dos diferentes campos eletromagnéticos artificiais (torres de alta tensão, transformadores, linhas de energia, estações de telefonia móvel) ou naturais, como falhas geológicas e lençóis freáticos, através dos quais as correntes de água devem ser evitadas no subterrâneo, emissões de gás radônio, etc.

Construção de casa com palha

É essencial escolher um terreno saudável, buscar a melhor orientação da casa para o uso da luz e da energia solar e projetá-la para neutralizar os pontos geopatogênicos ou minimizar a exposição a eles de seus ocupantes, buscando uma casa que gostamos e que contenha espaços que nos fazem querer gastar tempo nisso.

Para isso, é essencial a localização correta de espaços e buracos, o que permitirá o uso passivo ideal da energia solar e dos ventos predominantes.

Isso se traduz em economia significativa de energia, além de garantir espaços luminosos, agradáveis ​​e saudáveis, mantendo assim um clima confortável e saudável durante todo o ano com uma contribuição externa mínima de energia.

Conseguindo assim uma casa ecológica em que a temperatura é naturalmente regulada por sua orientação para o sol, pelas correntes de ar que a circulam. Até as árvores que a rodeiam podem participar ativamente do processo energético da casa.

Após avaliar a terra e suas características geográficas, o clima e a cultura do local, um projeto é realizado de acordo com o ambiente e as necessidades dos futuros ocupantes.

Um arquiteto ou técnico especializado em bioconstrução executará o projeto bioclimático, consistindo em garantir que a abordagem da casa ou prédio seja adequada ao clima e às condições do ambiente, a fim de alcançar uma situação de conforto térmico no interior.

Os aspectos que intervêm no projeto bioclimático são: a orientação do edifício, os elementos arquitetônicos, os materiais utilizados (isoladores, etc.) e a abertura das janelas, além de elementos de energia geotérmica e árvores de folha caduca que proporcionam sombra. No verão e deixe os raios do sol passarem no inverno para otimizar a eficiência energética.

E então? O que achou da bioconstrução?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato

Telefone: (12) 3522-8007

Celular: (12) 99162-5747

Onde estamos
Av. Nossa Senhora do Bom Sucesso, 1843, Alto do Cardoso, Pindamonhangaba – SP

2019 © GreenFrog – Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: Gmídia Marketing

× Como posso te ajudar?