Atitudes sustentáveis para o seu dia a dia.

Atitudes sustentáveis para o seu dia a dia.

Atitudes sustentáveis para você colocar em prática no dia a dia.

Quando criamos o hábito de praticar atitudes sustentáveis no dia a dia contribuímos para um mundo melhor, conservando o meio ambiente e, também, de certa forma incentivamos nossa família, vizinhos e amigos na reflexão sobre suas ações. E pensando em sustentabilidade, se cada um fizer a sua parte, é possível manter uma boa qualidade de vida sem causar danos para o meio ambiente e nem consumir recursos de forma desnecessária, preservando o futuro das próximas gerações.

Você não precisa mudar drasticamente os seus hábitos, e aplicar a sustentabilidade não é uma tarefa complicada, é mais fácil do que você pensa, basta criar hábitos que são mais benéficos para a saúde da natureza.

Apresentamos, abaixo, uma série de medidas que podem ser adotadas hoje mesmo por você. Faça a sua parte na preservação do meio ambiente!

Atitudes sustentáveis para aplicar em casa:

– Cuide com o consumo de água

O consumo de água pode ser reduzido quando você cria a consciência de que pode diminuir a sua utilização – seja fechando a torneira ao escovar os dentes, ficando menos tempo no banho, regando as plantas com água da chuva ou evitando lavar o carro com o uso da mangueira.

– Separe o lixo

A separação do lixo para a reciclagem é uma prática muito simples, e que pode fazer uma grande diferença para um mundo mais sustentável. Basta separar os dejetos orgânicos dos secos para facilitar o reaproveitamento dos materiais.

– Reutilize móveis e utensílios

Uma ótima forma de aplicar a sustentabilidade e ainda garantir uma boa economia financeira é reutilizar móveis e utensílios. Em vez de se livrar daquele móvel antigo, você pode reformá-lo e transformá-lo em uma prateleira para colocar vasos de plantas, por exemplo.

– Valorize a iluminação natural

A redução do consumo de energia elétrica é outra boa forma de aplicar a sustentabilidade no seu lar. Como as principais fontes de energia elétrica afetam negativamente o meio ambiente, toda redução no consumo é importante.

Uma maneira de colocar isso em prática é valorizando a iluminação natural e diminuindo o consumo de energia elétrica com essa finalidade. Ao permitir a entrada da luz do sol na sua casa, o uso de lâmpadas se torna menos necessário durante o dia.

– Diminua o uso de descartáveis

O uso de copos e de outros produtos descartáveis tem um efeito muito negativo no meio ambiente. Todo o lixo produzido diariamente pela população produz um impacto negativo, tanto no quesito desequilíbrio quanto poluição, portanto a diminuição do uso de descartáveis é outra prática sustentável que pode ser aplicada no seu dia a dia.

Opte por ter uma caneca de porcelana no seu trabalho, por exemplo, ao invés de usar um copo de plástico toda vez que tomar água ou café – pequenas atitudes podem gerar grandes mudanças!

– Ande menos de carro

Os carros e motocicletas são altamente poluentes para o meio ambiente. Por isso, sempre que for possível, procure adotar métodos sustentáveis de locomoção, como andar a pé, de bicicleta ou, então, combinar caronas com pessoas que vão para o mesmo local que você, seja no trabalho ou nos momentos de lazer.

 

Viu só como é possível começar a cuidar hoje mesmo do meio ambiente? Reflita e modifique o seu comportamento para ter atitudes sustentáveis no seu dia a dia. Seja um exemplo para a sua família, seus amigos e seus vizinhos. Mude seus hábitos para a conservação do meio ambiente!

Você tem mais sugestões de ações sustentáveis? Deixe seu comentário e até a próxima!

 

Como deve ser feito o descarte de pilhas e baterias?

Descarte pilhas e baterias

O que não falta são locais para que sejam destinados de forma correta. Veja como descartar pilhas e baterias.

As pilhas e baterias são fontes de energia elétrica portátil, que proporcionam muitas praticidades ao dia a dia, desde um simples carregamento de um smartphone até a utilização de aparelhos auditivos, mas quando pensamos em meio ambiente, o descarte incorreto pode resultar em diversas complicações, desde contaminação do solo e da água, até doenças que podem afetar quem entrar em contato com um local onde esses materiais foram descartados incorretamente.

E como devemos descartar esse tipo de material?

Para fazer o descarte de pilhas e baterias é necessário que estas sejam armazenadas longe de qualquer outro tipo de material, sendo embaladas em plástico resistente, evitando assim o contato com a umidade e também para evitar possíveis vazamentos. Após esse procedimento, é necessário consultar por pontos onde são realizadas as coletas desse material.

E como é feita a reciclagem de pilhas e baterias?

O processo de reciclagem possui um custo alto, mas realizar o descarte e reciclagem consciente desse material é muito importante para a natureza. Na primeira etapa, o plástico que envolve a bateria ou pilha são removidas e lavadas com água para eliminar os metais, e depois da lavagem a parte plástica é encaminhada a recicladores especializados no material.

Na segunda etapa, o material metálico é triturado em  uma máquina até virar um pó, e esse pó possui um pH neutro, tornando-se menos agressivo a humanos. Na próxima etapa, o pó segue para um filtro onde é prensado e seco. Para definir qual será a cor final do produto, um teste deve ser realizado, e esse teste identifica o metal predominante na composição da pilha. Na última etapa o pó passa em um forno a uma temperatura acima de 1300 °C e se transforma em óxido metálico inofensivo, dessa forma é vendido para indústrias de fabricação de pisos cerâmicos, tintas, vidros e até fogos de artifícios.

Curiosidade!

Você já ouviu falar de pilhas e baterias “zumbis”?

Uma vez descartadas em lixo doméstico, as pilhas e baterias podem ser esmagadas ou perfuradas durante a coleta e o processamento dos resíduos, e é neste momento, especialmente as pilhas e baterias de íon-lítio e de níquel-hidreto metálico, podem pegar fogo ou explodir quando danificadas por esse processo, incendiando outros materiais. Por isso, especialistas da ESA – Environmental Services Association, do Reino Unido, pedem às pessoas que não descartem pilhas e baterias gastas no lixo doméstico ou em cestos de reciclagem.

Engenheira queniana utiliza resíduos de plástico para produzir tijolos mais resistentes que o tradicional.

tijolos de resíduos plásticos

Sabemos que o lixo plástico é um dos maiores problemas ambientais que a humanidade enfrenta atualmente, com isso devemos buscar meios de contornar essa situação e foi dessa maneira que a Engenheira queniana Nzambi Matee desenvolveu uma estratégia, de transformar todo o lixo plástico em material de construção.

Localizada em Nairóbi, capital do Quênia, a fábrica Gjenge Maker produz cerca de 1.500 tijolos por dia, em diversos tamanhos e cores.

O processo de produção do tijolo é resultado de anos de estudo e pesquisa em prol do meio ambiente, onde os colaboradores recolhem resíduos de plástico, misturam com areia e os aquecem, transformando o produto final de cinco a sete vezes mais resistente que o concreto.

Matee ainda conta que a fábrica já reciclou mais de 20 toneladas de resíduos de plástico desde a sua fundação em 2017 e ainda planeja adicionar outra linha de produção maior, podendo assim triplicar a sua capacidade até o final do ano.

Matee é pioneira no tema, mas não foi a única a enxergar o incrível potencial dos resíduos plásticos na indústria da construção civil. Institutos de pesquisa em todo o mundo têm se esforçado continuamente para encontrar maneiras eficazes de transformar o lixo plástico em materiais úteis para o setor, como cimento, reboco e argamassa.

Confira no vídeo abaixo como são produzidos os tijolos:

Fontes: https://gjenge.co.ke/

ENTENDA POR QUE DEVEMOS USAR MENOS PLÁSTICO

Plástico é prejudicial

Por que o plástico é prejudicial à natureza?

 

Quando o assunto é a preservação do meio ambiente, logo nos vem em mente o consumo de plástico, já que esse é um dos materiais mais utilizados no nosso dia a dia e sendo esse material o que mais agride o meio ambiente.

A degradação total deste material pode demorar centenas de anos e uma vez descartados em oceanos, o plástico em fragmentos menores, pode ser confundido como alimento por muitas espécies de animais marinhos e com isso causar a morte de milhares de espécies, prejudicando assim a cadeia alimentar.

Em média, por ano, 13 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos, e além de serem um dos principais poluentes dos oceanos, a sua produção, desde a extração da matéria prima do plástico, causa grandes impactos à atmosfera pela liberação de gases tóxicos.

E como diminuir a “pegada” de plásticos descartáveis, quais ações podemos adotar para reduzir o nosso consumo de plástico?

Buscar alternativas sustentáveis, maneiras de utilizar menos plástico no nosso dia a dia são as melhores soluções para isso, mas quais alternativas podemos adotar?

Deixando de utilizar copos descartáveis e adotando uma caneca ou copo de vidro, deixamos de consumir em média 700 copinhos de plástico por ano!

Aderindo a moda das Ecobags ou sacolas reutilizáveis de tecido, você deixa de fazer parte das 5 trilhões de sacolas de plásticos que são utilizadas por ano em todo o mundo e descartadas.

Utilizando no seu dia a dia uma garrafa reutilizável você também contribui para evitar o alto consumo de garrafas plásticas. Por ano, são assombrosamente consumidas 500 bilhões de garrafas plásticas.

Buscar materiais descartáveis feitos de material biodegradável, aqueles que demoram na sua degradação até 90 dias, são estes, copos, pratos, embalagens e canudos biodegradáveis de papel.

Diminuir a produção de lixo, evitar o desperdício e realizar o descarte do plástico corretamente em coletas recicláveis também fazem a diferença ao meio ambiente.

São atitudes como estas que fazem a diferença, ainda mais quando somadas, buscando por soluções que minimizem o impacto ambiental e que visem o bem estar da natureza e do planeta.

Que atitudes você busca ou coloca em prática para evitar o consumo de plástico e de outros materiais que fazem mal à natureza?

 

10 Hábitos para você ter uma vida mais sustentável.

Hábitos sustentável

Sustentabilidade é a mais nova tendência atualmente, que tal fazer parte dessa evolução?

 

Estamos em uma constante guerra contra o plástico e o motivo é claro. Segundo a Beegreen, o Brasil produz 0,17 quilos de lixo plástico por pessoa todos os dias, ou seja, cada pessoa produz, aproximadamente, 62 quilos de lixo por ano. Por esse motivos, trouxemos 10 Dicas de Hábitos para você ter uma Vida mais Sustentável.

Para termos atitudes sustentáveis devemos saber que ser sustentável é suprir nossas necessidades sem comprometer as gerações futuras.

Confira agora abaixo 10 Hábitos para você ter uma vida mais sustentável:

1- Utilize sacos reutilizáveis.

Nada melhor do que fazer suas compras e não precisar ficar abrindo aqueles saquinhos plásticos de supermercado, você pode levar seu saco reutilizável ou pegar caixas de papelão que o próprio supermercado disponibiliza. Lembrando que nem sempre os supermercados têm caixas de papelão a disposição, então lembre-se de sempre levar suas sacolas para não precisar utilizar sacos plásticos.

2-Compre frutas e vegetais a granel

Este é um tópico que já comentamos no artigo sobre evitar desperdício de alimentos, e vale ressaltar que além do desperdício de alimento, você estará evitando, também, o plástico no qual os alimentos estão embrulhados.

Aqui você também pode utilizar sacos reutilizáveis para separar e fazer a pesagem de suas frutas e verduras.

3-Não fazer compras quando está com fome

Quando bate aquela fome e aproveitamos para ir ao supermercado é um erro comum que cometemos, pois acabamos comprando mais do que precisamos e consequentemente desperdiçando comida. Uma ótima dica é fazer uma lista antes das compras e colocar somente o que você realmente precisa comprar.

4-Utilizar transportes sustentáveis

Podemos utilizar transportes coletivos, como ônibus e metrô, pegar carona, ou até mesmo utilizar bicicletas. Além de economizar na gasolina, você também estará diminuindo a emissão de gases poluentes.

5-  #segundasemcarne

Estudos mostram que a pecuária bovina é responsável pela emissão de 50% dos gases-estufa. A campanha #SEGUNDASEMCARNE propõe que as pessoas não comam carne na segunda-feira, então deixe de comer carne pelo menos por um dia e você estará ajudando o meio ambiente. Vamos aderí-la?

6-Utilize potes de vidro

Que tal trocar seus potes de plástico por potes de vidro que são bem mais práticos?

Aqui vou te dar motivos para preferir os potes de vidro:

    • Potes de vidro permitem ver o que está armazenado, ajuda a evitar o desperdício de comida.
    • Podem ser utilizados no micro-ondas.
    • Dependendo do pote também pode utilizar no forno.
    • Pode utilizar para servir a mesa e depois é só tampar e guardar.
    • São facilmente reciclados e se transformam em novos produtos.

7-Utilize pilhas e baterias recarregáveis

Pilhas e baterias são produtos de difícil descarte, então, que tal mudar as suas por recarregáveis? Assim, você ajuda a diminuir a produção e também o descarte errado desses tipos de produto.

8-Utilize guardanapos de pano

Substituir guardanapos de papel pelos de pano, são ótimos, não geram lixo e bem prático, depois de utilizados é só lavar.

9-Chá em folhas

Geralmente quando compramos chás de saquinhos do supermercado eles vêm embrulhados individualmente em plástico e a caixa onde são armazenados também é embrulhada em plástico, quanto plástico não é mesmo? Podemos substituir esse tanto de plástico por chá em folhas que é super fácil de fazer, é só colocar a água para ferver com o chá em folhas de sua escolha e quando estiver pronto é só coar.

10-Economize energia e água

De fato devemos economizar energia e principalmente água! Aqui vai algumas dicas de como economizar:

    • Lave suas roupas quando a máquina estiver cheia e se sua máquina tiver o modo “eco” utilize-o.
    • Não abra com frequência e nem mantenha aberta a sua geladeira por muito tempo, isso consome muita energia.
    • Após o uso desligue seus eletrodomésticos da tomada.

 

Gostou desse artigo? Que tal colocar em prática hábitos para uma vida mais sustentável para que juntos possamos colaborar para um mundo melhor e mais saudável.

 

Quais são os materiais que podem ser reciclados?

Hoje iremos falar sobre uma das questões que mais geram perguntas: quais materiais podem ou não ser reciclados.

 

Mas qual a importância e por que reciclar o lixo?

Você sabe que a reciclagem é fundamental para a sobrevivência da espécie humana e também para o aproveitamento sustentável, reduzindo assim a quantidade de rejeitos e diminuindo a procura por novas matérias-primas.
E para que isso seja possível, vamos te mostrar nesse artigo quais são os materiais que podem ser reciclados.
Primeiramente vamos diferenciar os 3 R’s da sustentabilidade, lembrando que no artigo anterior falamos sobre os 5 R’s e como eles são muito importantes na educação ambiental, mas neste artigo vamos focar em apenas 3 R’s: Reduzir, Reciclar e Reutilizar.
Conheça melhor cada uma dessas ações sustentáveis
  • Reduzir: quando pensamos em diminuir a quantidade de lixo, pensamos em um consumo mais consciente, evitando assim o desperdício de materiais em geral. Por isso, procure analisar bem antes de realizar uma compra se você realmente precisa daquilo, pois, além de diminuir o consumo, ainda é possível economizar.
  • Reutilizar: usando a criatividade, é possível reutilizar os objetos antes de descartá-los, encontrando novas aplicações e utilidades para esses objetos e diminuindo assim o desperdício.
  • Reciclar: após reduzir e reutilizar, está na hora de reciclar. Neste momento saber exatamente o que pode ser reciclado é a melhor forma de ajudar nesse processo que visa minimizar o impacto ambiental.

Em geral é possível reciclar plásticos, metais, papéis e vidros. Confira abaixo alguns exemplos:

PLÁSTICO
Reciclável: copos, sacos e sacolas, frascos de produtos, tampas, potes, embalagens PET, canos e tubos de PVC.
Não Reciclável: cabos de panela, adesivos, espuma e embalagens metalizadas.
METAL
Reciclável: tampinhas de garrafa, latas, panela sem cabo, arames, chapas, canos, pregos, parafusos e ferramentas.
Não Reciclável: clipes, grampos, esponja de aço, aerossóis, latas de tinta e latas de solventes químicos.
PAPEL
Reciclável: jornais, revistas, listas telefônicas, papel sulfite, folhas de caderno, caixas em geral, rascunhos, envelopes e cartazes.
Não Reciclável: etiquetas adesivas, papel carbono, papel celofane, papel sanitário, papel plastificado, guardanapos, fita crepe e papel fotográfico.
VIDRO
Reciclável: garrafas, potes de conservas, embalagens, frascos de remédios, copos e até mesmo os cacos desses materiais mencionados.
Não Reciclável: boxe de vidro temperado, louças, espelhos, cerâmicas, óculos, pirex e vidros especiais.

E quais são os materiais que não podem ser reciclados?

Resíduos contaminantes, como pilhas e baterias que devem ser descartados corretamente. Os resíduos hospitalares, seringas, agulhas, entre outros, também devem ter um descarte apropriado. Os chamados rejeitos, como o papel higiênico, absorventes, guardanapos de papel sujos, lenços, espuma, espelhos, cerâmica, tijolos, entre outros. E quando falamos de lixo doméstico, restos de comida, cascas de legumes, frutas, entre outros, podem servir para compostagem doméstica.
Saiba que esses atos são muito importantes, assim podemos criar hábitos e atitudes que ajudam na preservação do nosso planeta.

Por que colocar em prática os 5 R’s da Sustentabilidade?

Você conhece ou coloca em prática os 5R’s?

Os 5 R’s são ações sustentáveis que visam diminuir a geração de resíduos no nosso planeta, e quando falamos de sustentabilidade, falamos de hábitos como repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar.

E o que cada “R” simboliza?

Repensar:

Devemos repensar em hábitos e atitudes de consumo, repensar em práticas que vão ajudar o meio ambiente. Seja um consumidor consciente!

Recusar:

Sim! Recusar é dizer não. Recuse itens que você não precisa, principalmente, objetos de vida curta que vão direto para o lixo. Devemos pensar em adquirir aquilo que realmente precisamos e optar por empresas que são ecofriendly, ou seja, que se preocupam com o meio ambiente.

Reduzir:

Podemos ver de duas maneiras, reduzir o consumo de itens que não precisamos, utilizando a técnica do minimalismo, ou reduzirmos o consumo de itens de curta vida, sendo assim, opte por itens que tenham maior qualidade e durabilidade.

Aqui estão algumas ideias para reduzir a geração de lixo:

Usar caneca no lugar dos copos descartáveis e optar por comprar produtos com embalagens retornáveis ou biodegradáveis.

Reutilizar:

Não tem muito segredo, o próprio nome diz: REUTILIZAR. Porém é um dos 5 R’s da sustentabilidade que mais precisa ser entendida e colocada em prática. Reutilizar um produto quer dizer dar uma nova utilidade para um produto que já foi utilizado anteriormente, ou seja, devemos transformar um objeto.

E como transformamos? Use a criatividade!

Potes de vidro podem ser utilizados para armazenar comida, itens e até mesmo virar um vaso de flor. Jornais antigos podem virar lindas cestas para guardar o que você quiser. E comprar roupas em brechós é uma ótima maneira de reutilizar!

Reciclar:

Reciclar é transformar um produto, novamente, em matéria prima ou em produto.

E saber quais materiais podem ou não ser reciclados é essencial na hora de realizar o descarte correto.

 

Gostou desse artigo? Que tal colocar em prática esses 5 R’s da sustentabilidade e repassar com seus amigos e familiares para que juntos possamos mudar nossos hábitos e colaborar assim para um mundo melhor e mais saudável.

5 Dicas de como evitar o desperdício de alimentos

Salada de Fruta

Hoje iremos abastecê-lo com ideias práticas e simples e ao mesmo tempo vamos lançar um desafio para você!

O ano de 2020 já acabou, mas a pandemia ainda não e com isso vamos te dar dicas de como evitar o desperdício de alimentos, uma vez que, com as medidas de isolamento, mais pessoas estão em casa e, consequentemente, cozinhando mais. Aí você já sabe o que acontece, os alimentos vão sobrando e necessitam ser descartados.

Você sabia que no Brasil, cerca de 41 mil toneladas de alimentos são jogados fora por dia, segundo o WFP (Programa Mundial de Alimentos).

E como podemos reverter esse cenário? A conscientização da população é uma das alternativas para mudar esse hábito, uma vez que mostrando a verdadeira necessidade em evitar o desperdício, maior será o número de pessoas conscientizadas sobre o assunto e assim sendo menor o desperdício de alimentos.

Para isso separamos neste artigo 5 Dicas de como evitar o Desperdício de Alimentos.

1 – Planeje suas refeições:
Criar um cardápio antes de você ir ao supermercado irá possibilitar que você compre somente o necessário.

2 – O primeiro a entrar sempre é o primeiro a sair:
Os alimentos mais antigos devem estar na linha de frente para serem achados facilmente e usados. Dedicar um tempo para separar os itens novos e antigos irá evitar o desperdício e fará grande diferença no futuro.

3 – Date suas sobras:
Quantas vezes você se perguntou se aquele pote com alimento ainda estava bom? Manter os potes com alimentos etiquetados e com datas irá ajudar na organização e evitar assim o desperdício.

4 – Limpe a geladeira com frequência:
Com as dicas acima já é possível manter o controle, uma vez que você pode ver tudo o que há dentro da geladeira e evitando assim o desperdício de alimentos.

5 – Cozinhe somente o necessário:
Uma mudança simples que irá ajudar a evitar o desperdício é na hora de cozinhar. Planejar o que será feito e qual quantidade é crucial para que não haja sobra em excesso.

E aí, gostou desse artigo?
Conta pra gente! Quais dicas você coloca em prática dentro e fora da sua casa para evitar o desperdício?