Experiências simples de ciência em sustentabilidade para fazer em casa com crianças

Sustentabilidade é uma palavra grande e um conceito ainda maior para as crianças entenderem. Mas é importante ensinar a elas o que significa e como contribuir para ajudar o meio ambiente e o planeta.

Comece modelando o básico, como minimizar o lixo (o primeiro “R” no mantra de sustentabilidade “Reduzir, reutilizar, reciclar”!) E talvez plantar e regar seus próprios vegetais. Dê um passo adiante com essas atividades divertidas e educacionais de sustentabilidade para crianças.

Dicas de sustentabilidade

Confira as dicas que separamos para vocês:

  1. Faça da reciclagem um jogo

Se você já possui caixas separadas para lixo e reciclagem, transforme a reciclagem em um jogo de classificação. Designe caixas diferentes para produtos de papel, plástico, latas e vidro – você pode até imprimir ou criar seus próprios letreiros para colocar nas caixas, com fotos de itens comuns que apareceriam em cada uma delas. Então, faça a classificação!

  1. Compostagem

A compostagem não é apenas ecológica; também é um projeto científico interessante. Mantenha a bandeja do lado de fora e siga estas instruções rápidas:

  • Alinhe o fundo da lixeira com galhos, cubra-os com folhas e adicione um pouco de água.
  • Adicione restos de comida, como cascas de cenoura e batata, miolo de maçã, borra de café, casca de ovo e crosta de pão sobre as folhas e, novamente, adicione um pouco de água
  • Folhas e restos de comida alternativos algumas vezes
  • Quando a lixeira estiver cheia, misture tudo a cada semana
  • Observe como tudo muda e começa a quebrar
  • Após 3 a 12 meses, use seu composto no jardim ou em vasos de plantas
  1. Use materiais reciclados para projetos de arte
sustentabilidade
Experiências simples de ciência em sustentabilidade para fazer em casa com crianças Foto – Pixabay

No dia anterior ao lixo e ao dia da reciclagem, faça uma caça ao tesouro de reciclagem. Examine cuidadosamente os materiais a serem descartados e reserve toalhas de papel vazias ou rolos de papel higiênico, recipientes de plástico, caixas de alimentos, outros cartões, revistas e catálogos, caixas de ovos e qualquer outra coisa de interesse. Coloque tudo, juntamente com fita adesiva, cola, tinta, lápis de cera e marcadores, e comece a criar.

  1. Decore suas próprias sacolas

Quem disse que as sacolas precisam ser chatas? Use marcadores de tecido, tinta inchada e adesivos para passar roupas para decorar suas malas. E se o seu supermercado permitir, use-os na próxima vez que for às compras. As sacolas de tecido podem ser recicladas e personalizadas.

  1. Desafie sua família a andar em vez de dirigir.

Além de caminhar ser melhor para o meio ambiente, também oferece a todos um bom exercício. Se as circunstâncias permitirem, caminhe em vez de dirigir até o supermercado ou a farmácia. Traga uma sacola e, ao longo do caminho, procure pedrinhas, como um exemplo de atividade. Quando chegar em casa, fale sobre como as pedras se sentem e tente empilhá-las, pintá-las ou contá-las.

Essa é uma ótima maneira de chamar a atenção explícita de como o consumo individual de cada pessoa (não importa quão pequena ela seja) afeta a sustentabilidade e contribui para a diminuição da capacidade de desperdício do nosso planeta.

6.Registro de viagem

sustentabilidade
Experiências simples de ciência em sustentabilidade para fazer em casa com crianças Foto – Pixabay

Em conjunto com a exploração da pergunta “Qual é minha pegada de carbono?”, peça aos filhos que registrem suas viagens por alguns dias ou uma semana.

O tipo de dados que eles capturam para cada viagem pode incluir:

  • modo de transporte
  • a distância da viagem
  • Número de passageiros
  • e possíveis modos de transporte alternativos.

As crianças podem coletar e examinar. Depois de apresentar suas descobertas em representações visuais, como tabelas, gráficos de colunas ou gráficos de figuras, discuta o que os resultados podem significar em termos de conhecimento e atitudes em relação à sustentabilidade.

7.Dia sem energia

Desafie seus filhos (e você mesmo!) a ficar sem energia por um dia … Ou talvez apenas uma manhã, se você sentir que um dia inteiro seria muito desafiador!

Essa atividade atrairá rapidamente a atenção das crianças para a infinidade de itens que eles usam e requerem energia. Luzes, calculadoras, computadores, iPads, quadros interativos e aparelhos de ar condicionado estão disponíveis todos os dias!

Incentivar uma mentalidade ambientalmente consciente

sustentabilidade
Experiências simples de ciência em sustentabilidade para fazer em casa com crianças Foto – Pixabay

Ajude seu filho a entender a sustentabilidade e as práticas ambientalmente amigáveis ​​desde tenra idade. E lembre-se, seu impacto pode parecer pequeno, mas um pouco vai longe.

Permitir que as crianças participem de experiências ambientalmente relevantes ajuda-as a entender como cuidar da Terra. Também é uma ótima maneira de incutir traços de caráter como bondade e amor por nosso planeta.

Dessa forma, as crianças se familiarizarão com o ambiente por meio do aprendizado baseado em jogos. Isso ajuda as crianças a entenderem seu papel como administradores do meio ambiente.

E mais, por meio da descoberta do meio ambiente, as crianças aprenderão a agradecer e respeitar a terra e as nobres obras dos agricultores. Além disso, também pode inspirar a próxima geração de cuidadores ambientais.

Lixeiras de compostagem, reciclagem e segregação de lixo são três grandes exemplos de educar as crianças em seu papel como jovens protetores da Terra.

Como resultado, as crianças adoram fazer essas atividades ecológicas mais depois de descobrir que estão fazendo algo de bom para minimizar o desperdício e salvar nosso planeta.

Com todos esses benefícios, as crianças não apenas se desenvolverão em todos os aspectos, mas também adquirirão novos hobbies sustentáveis, desfrutarão de uma conexão duradoura com o meio ambiente e aprenderão mais sobre como ter um impacto mais positivo no mundo.

Acompanhe os produtos comercializados pelo Greenfrog no site.

Poluição plástica e gerenciamento de resíduos

As pessoas ficaram mais preocupadas com a forma de descartar os resíduos de suas casas e empresas. As más técnicas de gerenciamento de resíduos podem levar a problemas ambientais e causar problemas de saúde a população.

O mundo produz aproximadamente 300 milhões de toneladas de resíduos plásticos a cada ano e atualmente apenas 14% é coletado para reciclagem, segundo a ONU Meio Ambiente. Além disso, de todo o lixo plástico produzido em nossa história, apenas 9% foram reciclados.

Os motivos são complexos. Nem todo o plástico pode ser reciclado e a falta de conscientização do público significa que muitos dos resíduos recuperáveis ​​estão contaminados com outros materiais, o que aumenta os custos do processo de reciclagem.

Importância do gerenciamento de resíduos

Materiais de reciclagem

Um benefício significativo do gerenciamento de resíduos é o fato de poder reciclar o material e usá-lo de diferentes maneiras. O que isso significa é que, quando o lixo é reciclado para mais usos, o mesmo lixo não precisa ser retirado do ambiente para produzir o mesmo produto novamente.

O meio ambiente também se beneficia da reciclagem, porque há menos resíduos que são jogados nas áreas designadas.

Saúde

Quando o lixo é jogado fora sem regulamentação, pode causar riscos à saúde. O lixo armazenado há algum tempo emite produtos químicos tóxicos quando se mistura com outros componentes residuais.

O que isto significa é que, se o lixo não for tratado imediatamente, esse material tóxico pode entrar no solo e nos recursos hídricos, fazendo com que polua a água e os alimentos que as pessoas consomem. Isso será prejudicial à saúde pública e prejudicial ao meio ambiente.

O perigo da poluição plástica

Curiosamente, nos Estados Unidos, a introdução da reciclagem de fluxo único – onde os materiais não são separados em casa – levou a um aumento no lixo processado; no entanto, à medida que os plásticos mais complexos eram produzidos, as pessoas começaram a colocar os materiais errados em seus recipientes de coleta.

A empresa de gerenciamento de resíduos, um dos maiores processadores de reciclagem de lixo doméstico da América do Norte, indica que um em cada quatro itens colocados em lixeiras não pode ser reciclado.

O plástico é um material barato e resistente, e seu uso é muito frequente há anos. No entanto, seu impacto na natureza e na saúde humana requer repensar seu uso e o gerenciamento de seus resíduos.

 Reciclar plástico

Muitos países estão adotando medidas de reciclagem. Um deles é que todos os recipientes de plástico sejam recicláveis, além de reduzir o consumo de plásticos descartáveis ​​e o uso de microplásticos.

Microplásticos: o que é isso?

Microplásticos são partículas muito pequenas (<5 mm) de material plástico. Eles são encontrados em quantidades crescentes no oceano, mas também em alimentos e bebidas.

Muitas empresas também estão propondo padrões mais rígidos para produtos como têxteis, pneus, tintas e bitucas de cigarro para reduzir a liberação de microplásticos a partir deles.

Aumento do plástico no mundo

Em 2016, o mundo gerou 242 milhões de toneladas de resíduos plásticos – 12% de todos os resíduos sólidos municipais. Esse resíduo originou-se principalmente de três regiões – 57 milhões de toneladas do leste da Ásia e do Pacífico, 45 milhões de toneladas da Europa e Ásia Central e 35 milhões de toneladas da América do Norte.

A visibilidade dos resíduos plásticos está aumentando devido ao seu acúmulo nas últimas décadas e ao seu impacto negativo no meio ambiente e na saúde humana.

Ao contrário do lixo orgânico, o plástico pode levar de centenas a milhares de anos para se decompor na natureza.

O desperdício de plástico está causando inundações ao entupir os sistemas de drenagem e esgotos, causando problemas respiratórios quando queimados, diminuindo a expectativa de vida dos animais quando os consomem pensando ser alimento e contaminando os corpos d’água quando despejados em canais, rios e oceanos.

Nos oceanos, o plástico está se acumulando em turbilhões de roda que têm quilômetros de largura (National Geographic nd).

plástico
Poluição plástica e gerenciamento de resíduos Foto – Pixabay

Sob a luz ultravioleta do sol, o plástico está se degradando em “microplásticos” que são quase impossíveis de recuperar e estão interrompendo as cadeias alimentares e degradando os habitats naturais.

Por que o plástico é um problema global….

Entenda alguns fatos:

  • Cerca de dois bilhões de pessoas vivem sem a coleta de lixo e 3 bilhões têm disposição descontrolada, o que significa que o mau gerenciamento de resíduos sólidos é um problema global;
  • Mais de 90% do plástico nos oceanos provém diretamente de fontes terrestres;
  • Entre 4 e 12 milhões de toneladas métricas de plástico entram nos oceanos anualmente a partir de resíduos sólidos mal gerenciados a 50 km da costa;
  • Dos 50 maiores lixões não controlados do mundo, 38 estão na costa e muitos derramam diretamente no mar;
  • De todo o plástico já produzido, 79% (5,5 bilhões de toneladas dos EUA) de resíduos de plástico acumularam em aterros sanitários e no ambiente natural;
  • Nem todas as instalações de gerenciamento de resíduos usam a mesma tecnologia. Alguns podem lidar com plásticos que não são recicláveis ​​quando depositados na lixeira errada, mas para outros, o processo será muito mais complicado quando erros forem cometidos;
  • 12 bilhões de toneladas métricas de resíduos plásticos (13,2 bilhões de toneladas dos EUA) entrarão em aterros ou no meio ambiente até 2050, se as tendências atuais de produção e gerenciamento de resíduos continuarem;
  • A queima descontrolada de resíduos domésticos causa cerca de 270.000 mortes prematuras por ano;
  • O desperdício de plástico pode bloquear os drenos, o que aumenta o risco de grandes inundações que levam a danos materiais e morte humana;
  • Sem melhorias na infraestrutura de gerenciamento de resíduos, prevê-se que a quantidade acumulada de resíduos plásticos disponíveis para entrar no oceano a partir da terra aumente em uma ordem de magnitude até 2025;

Educação ambiental para crianças com jogos e atividades

O cuidado com o meio ambiente é algo que deve ser preocupação de todos, porque é um fato que coloca em risco a nossa saúde e até mesmo a nossa existência no planeta em que vivemos.

Hoje, muitas crianças crescem em cidades quase sem contato com a natureza. Isso implica que os pequenos têm uma quantidade menor de estímulos para desenvolver sua criatividade e jogo livre, ainda menos sentimentos de empatia e responsabilidade pelo meio ambiente.

Ensinar as crianças a cuidar do ambiente ao seu redor é essencial. E, como sempre, a melhor maneira de transmitir aprendizado aos pequenos é através de atividades divertidas. Por esse motivo, oferecemos alguns jogos de educação ambiental que aproximam as crianças da natureza.

Vamos passar dicas para promover a abordagem das crianças em relação à natureza e as chaves para uma ” pedagogia verde ” em casa, com base no respeito à espontaneidade e no acompanhamento da criança pelos pais.

Atividades e jogos para aproximar as crianças da natureza

Identifique-se com a natureza

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

Durante os primeiros estágios da vida, testamos nossos sentidos. A identificação de sons, cores, cheiros, formas, etc., associada à natureza, reforça nossa identificação com o meio ambiente e amplia nosso conhecimento do meio ambiente.

Nesse sentido, os jogos podem ser improvisados ​​para se identificar com a natureza, como imitar o som de animais ou fenômenos meteorológicos, olhar os pássaros, observar as pegadas de animais no chão, as ondas da água, procurar formas nas nuvens, aprendendo a contar com elementos naturais, fazendo rimas sobre o meio ambiente, etc. Assim, vai se criando uma identificação com a natureza.

Organize oficinas ambientais práticas

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

Uma das melhores maneiras de aprender é fazer as coisas por si mesmo. As oficinas de atividades práticas para menores podem ser muito variadas em sua relação com o meio ambiente.

Por exemplo: fazer caixas para reciclar o lixo doméstico, reutilizar objetos usados ​​para fazer artesanato ecológico, fazer casas de papelão, montar hortas escolares, pintar ao ar livre são alguns dos exemplos.

Aproveite a atração de novas tecnologias

Jogos tecnológicos, aplicativos, etc., usados ​​com responsabilidade são um bom recurso educacional. Nesse sentido, você pode encontrar vários videogames/jogos que visam entreter e conscientizar sobre algum aspecto ambiental, como reciclagem, energia, clima, água , etc.

Plantar um grão de bico

Uma atividade tão simples quanto plantar um grão de bico em um pequeno recipiente (ou no fundo de uma garrafa) pode ser muito emocionante. As crianças experimentarão todo o processo de plantar, regar e cultivar uma planta.

Cesta de resíduos

 Levamos caixas ou cestos para os quais colocamos algum tipo de pôster de uma cor: azul, verde, amarelo ou marrom. Traçamos uma linha no chão onde será localizado o participante do jogo e, à distância, colocamos as caixas ou cestas. Em seguida, damos às crianças diferentes resíduos: garrafas de plástico, uma revista de papel, uma casca de banana … Eles poderão joga-las no recipiente apropriado e assim aprender mais sobre reciclagem.

Espaços para as crianças brincarem com elementos naturais

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

Um banco de areia é um dos recursos mais divertidos e estimulantes para as crianças, que podem se divertir andando na areia, fazendo buracos ou castelos, etc.

Um lençol freático também pode ser muito interessante, ou seja, um espaço semelhante a uma mesa, mas que no topo, em vez de uma mesa, possui um recipiente com água, com o qual as crianças podem brincar. É importante não se preocupar com a criança se sujar, deixar ela usar sua imaginação com todo cuidado.

Saia da cidade

Um dos maiores problemas para as crianças que vivem nas cidades é a dificuldade em encontrar ambientes naturais. Por esse motivo, o ideal é tentar sair da cidade com certa frequência para que os pequenos se familiarizem com espaços abertos e selvagens, campos, lagoas ou pântanos, etc.

Se não for possível fazê-lo com frequência, outra opção é visitar os parques e promover brincadeiras e exploração ao ar livre, sem muitas orientações predeterminadas.

Experimente um jardim urbano para crianças

Um pequeno jardim ou horta em casa é uma excelente oportunidade, não só para os pequenos se familiarizarem com o desenvolvimento de plantas, mas também para promover sua alimentação: é sempre mais agradável consumir coisas de cuja elaboração eles participaram.

Aproveite e mostre a criança o cuidado das plantas (irrigação, poda, desinfecção etc.), também lhe permite familiarizar-se com os ciclos da natureza.

Observar os animais

Isso varia de animais de estimação, como cães e gatos, à possibilidade de experimentar ternários ou outros dispositivos para ver as formas de vida de formigas e outros insetos.

Muito melhor ainda se você pode visitar fazendas ou estabelecimentos e conhecer outros animais (vacas, ovelhas, aves, etc.).

 Observar as estrelas

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

O apropriado é escolher uma noite clara e fugir da poluição luminosa da cidade de maneira que o céu noturno mostre seu espetáculo tão bom quanto livre. Pode ser fascinante para as crianças, muito mais se a contemplação for acompanhada de explicações sobre as constelações, o caminho das estrelas e outras informações. 

Uma opção é obter um telescópio o que permite observar as estrelas com mais detalhes.

Dicas de como ensinar sobre sustentabilidade para as crianças?

Embora sustentabilidade seja considerada um assunto da moda, a verdade é que o termo já está a um tempo sendo utilizado. Para quem não sabe, o conceito foi criado em 1987 no relatório de Brundtland e significa “atender as necessidades das gerações atuais sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atenderem a suas necessidades e aspirações”. Com isso, fica clara a importância de ensinarmos sobre sustentabilidade para as crianças, uma vez que elas são o nosso futuro e precisam estar cientes desde novas sobre como suas atitudes impactam no mundo.

Chuva, Água, Elemento, Gota De Água, Gotejamento
É extremamente importante ensinarmos sustentabilidade para as crianças desde novas.

Sabendo disso, a questão que fica é sobre como abordar tal assunto, que é um tanto complexo, para os pequenos. Claramente, os exemplos sustentáveis dos pais e dos adultos que os rodeiam têm uma enorme influência, mas reforçar isso em palavras e ensinamentos se faz mais do que necessário. Então, como fazer?! Existe uma melhor maneira para ensinar sobre sustentabilidade para as crianças?! Se essas dúvidas te perseguem, fique tranquilo! É justamente sobre isso que nosso texto irá tratar.

Sustentabilidade para as crianças: por onde começar!?

A maneira mais fácil para trazer o valor da sustentabilidade para a vida da criança é por meio de ações. Isso porque, depois que ela incorporar hábitos ecologicamente corretos no seu cotidiano, a conversa da importância do assunto se torna muito mais fácil e coerente. Ainda, quanto antes as atitudes  sustentáveis forem iniciadas, mais facilmente de elas se tornarem parte da rotina da criança, não sobrecarregando, assim, o seu cotidiano ou exigindo esforço excessivo por dela.

Então, quais ações sustentáveis que os pais devem incentivar as crianças a terem? Vejamos 5 exemplos que irão lhe ajudar:

1) Tomar banhos rápidos

Banho, Criança, Menino, Agradável, Água, Chuveiro
Ensinar seus filhos a tomarem banhos rápidos já é um primeiro passo para fazer eles entenderam a respeito da sustentabilidade e sua importância para o mundo.

Não basta forçar as crianças a tomarem banhos rápidos, pois assim elas não aprenderão nada e ainda enxergarão o banho em tempo recorde como apenas mais uma obrigação criada pelos pais. É preciso ensiná-las o porquê disso, explicando a importância da água no mundo e como economizá-la impacta em seu futuro. Como dica, brinque que tomar banho rápido é um desafio a ser cumprido. O pequeno vai adorar ser desafiado e se esforçará para conseguir cumprir a tarefa!

2) Moderar o uso da eletricidade

Assim como tomar banho rápido é um ensinamento imprescindível a seus filhos, fazê-los entender sobre o uso da eletricidade também é. Cuidar do consumo de energia é economia para a família, além de trazer benefícios ao planeta. Isso porque, infelizmente, ainda estamos muito dependentes de fontes energéticas que geram poluentes na atmosfera e trazem malefícios para o meio ambiente.

Fotovoltaicas, Sistema Fotovoltaico, Sistema Solar
A escolha por energia limpa se torna mais do que óbvia frente aos impactos negativos da fonte de energia “suja”.

Aliás, se quiser entender mais sobre o assunto, recomendamos que leia o nosso texto “Energia renovável: saiba mais sobre essa fonte de energia limpa e sustentável“. Lá você verá quais são as melhores opções de energia limpa no Brasil – e, quem sabe assim, poderá colocar alguma na sua casa, ensinando desde esse ato o que é sustentabilidade para as crianças. Não é uma má ideia, hein?!

3) Consumir menos alimentos industrializados

Aqui no nosso blog, nós já falamos diversas vezes sobre a importância de reduzir o lixo, trazendo dicas para dentro da sua casa, para fora e até mesmo para organizar uma festa infantil sustentável. Pois bem, sabendo de tudo isso e da importância do assunto, fica mais do que óbvio que é preciso ensinar esse aspecto da sustentabilidade para as crianças desde sempre.

Fruit, Harvest, Apple, Plum, Blackberry, Autumn, Fruits
Leve as crianças às feiras e mostre a elas o poder do não.

Então, comece a sua missão reduzindo os alimentos industrializados, levando as crianças nas feiras e mostrando a elas o poder do “não”: não às sacolas de plástico, não às embalagens, não a tudo que provoca impactos negativos ao meio-ambiente. Quando você menos perceber, elas estarão tomando as mesmas decisões que você!

4) Separar o lixo corretamente

E quando não for possível não gerar resíduos, o que fazer?! Bom, nesse caso, é preciso ensinar às crianças a importância de se separar o lixo para que ele vá à coleta seletiva e seja reciclado, não ficando à mercê do mundo à espera de centenas de anos para sua total decomposição.

Reciclar, Egito, Resort Ilha Elefantina, Assuão
Um dos ensinamentos mais básicos sobre a sustentabilidade para as crianças diz respeito ao correto descarte do lixo, que for impossível de evitá-lo.

Infelizmente, vivemos em sociedade e não são todas as pessoas que pensam como nós, o que nos coloca em situações em que não há a escolha de não gerar resíduos. Sendo assim, dos males, o menos pior: que seu lixo gerado seja, ao menos, descartado corretamente.

5) Repensar o consumo

Se tem algo que os pais fazem para os filhos e passam um ensinamento completamente equivocado é a respeito do consumo . Repare bem e veja como o mercado infantil gera muito, mas muito dinheiro. Isso porque as crianças tendem a perder o interesse pelos seus brinquedos conforme vão crescendo, assim como perdem suas roupas e sapatos por não lhes caberem mais. Fora isso, elas estão sempre rodeadas de pessoas que querem lhes presentear para fazer um agrado, além de estarem sempre choramingo para os pais pra comprar isso ou aquilo.

Se essa é a situação dos seus filhos, está tudo bem. A questão agora é mudar a perspectiva delas, questionando se é realmente necessário ter ou comprar aquelas coisas. Faça um acordo com elas: a cada vez que algo novo entrar na sua casa, elas precisam doar outra na mesma quantidade. Assim, elas vão repensar se vale realmente a pena descartar algo que já tem para adquirir um brinquedo ou uma roupa. Com certeza, esse pequeno ato vai impactar e muito na vida de seus filhos.

Criança, Loja, Centro Comercial, Holiday
Incentive as suas crianças a repensarem sobre o consumo, fazendo pequenos acordos.

E aí, gostaram das nossas dicas sobre sustentabilidade para as crianças?! Se sim, continuem então de olha nos nossos textos porque sempre trazemos novas informações sobre o assunto. Até mais!

Como organizar uma festa infantil sustentável

A cada dia que se passa, termos como lixo zero e minimalismo vêm ganhando força. Não à toa! Com um mundo mais consciente e preocupado em relação aos assuntos que envolvem a sustentabilidade do meio-ambiente e das nossas gerações futuras, não haveria como o comportamento humano permanecer o mesmo.

Birthday, Girl, Happy, Celebration, Child, Cute, Party
Com um mundo cada vez mais preocupado com o meio-ambiente, nada mais justo que que fazer uma festa infantil sustentável a seu filhote.

Como consequência, passamos a repensar nossa maneira de viver e experienciar os momentos – como é o caso dos aniversários infantis. Já parou para pensar o tanto de lixo que esse único momento de comemoração gera? Pois é! Por isso, escrevemos esse texto pensando em você, que tem um pequeno em casa e quer dicas de como organizar uma festa infantil sustentável. Vamos saber mais?

Como fazer uma festa infantil sustentável?!

Com certeza, um das maiores preocupações dos pais que têm consciência ambiental é a respeito dos resíduos gerados em decorrência de seus filhos. Seja em fraldas, roupas, que constantemente não lhes servem mais, embalagens de presentes ou até mesmo os próprios brinquedos, a verdade é que, se não prestarmos a atenção necessária, as crianças acabam gerando muito, mas muito lixo ao mundo. Isso, é claro, também envolve as festas infantis.

Então, como fazer uma festa infantil sustentável?! O que parece ser praticamente impossível é, na verdade, bem viável. Fazendo as escolhas certas e dedicando um tempo na preparação, é possível sim comemorar os anos dos seus pequenos sem criar tanto impacto negativo ao meio-ambiente.

Cake, Party, Child, Birthday
Fazer uma festa infantil sustentável é bem possível, mas precisa de tempo e dedicação.

Se você quiser aprender então como preparar uma festa infantil sustentável, fique tranquilo, pois é justamente sobre isso que iremos falar agora! Com as dicas que daremos a seguir, sua festa ficará em paz com a natureza! E aí, simbora?!

Dicas para uma festa infantil sustentável: tudo o que você precisa saber

1 – Preparativos

Infelizmente, não há escapatória: se você quer organizar uma festa infantil sustentável, gerando a menor quantidade de resíduos possível, saiba que esse processo demandará sim do seu tempo – e muito, para sermos sinceros. No entanto, cada minutinho despendido nesse projeto valerá à pena, pois, além de preparar com todo o cuidado e amor do mundo a festa de aniversário do seu filho, você passará, por meio desse momento tão especial, valores que ele levará para a vida.

Celebration, Party, Gift, Ornament, Design, Surprise
Cada minuto gasto preparando a festa infantil sustentável do seu filho valerá a pena.

Como são muitos detalhes nos preparativos, colocaremos em tópico para facilitar a sua leitura. Vamos nessa?!

– Escolhendo o lugar: o melhor lugar para realizar o aniversário do seu filho, caso a questão da decoração de festa infantil sustentável seja um ponto realmente importante para você, é na sua própria casa ou em algum local que você tenha total autonomia. Isso porque conseguirá controlar a geração de resíduos, coisa que não conseguiria se fizesse em um estabelecimento terceirizado.

– Escolhendo o tema da festa: outra questão que gera muito lixo é a escolha do tema da festa. Aqui, há duas sugestões: alugar um tema, pois todos os itens decorativos serão reutilizados, ou você mesmo montar algo com o que já tem em casa, como, por exemplo, brinquedos, bichinhos de pelúcia e, até mesmo, livros. Aliás, seria bem interessante fazer uma festa infantil com a temática de livros, hein?! Inovador!

Toys, Celebration, Ornament, Figurine, Christmas, Child
Uma das opções para o tema da festa é usar aquilo que já tem em casa, como os brinquedos, por exemplo.

– Escolhendo as comidinhas: é aqui que o bicho pega! Fazer toda a comida da festa dá um super trabalhão, mas terceirizar é não optar por saber a procedência do que será servido e, com isso, os impactos da sua escolha. No mundo industrializado em que vivemos, é bem provável que contratar algum buffet implique em uma quantidade imensa de lixo gerado – e não é isso que queremos, não é mesmo?!

Então, convoque a família toda e faça da cozinha um grande momento para a festa infantil sustentável do seu filho. Assim, você já vai entrando no clima e ficando cada vez mais animado com a ideia da comemoração. Se possível, opte por uma alimentação vegana ou, pelo menos, vegetariana, pois os ingredientes podem ser comprados em feiras ou a granel. Por fim, em relação a bebidas, escolha sempre os enlatados, pois mais de 95% do alumínio produzido no Brasil é reciclado.

Food, Table, Egg, Hand, Natural, Cooking, Easter
Convoque a família toda, inclusive as crianças, para fazer as comidinhas da festa infantil sustentável.

– Escolhendo os descartáveis: nas comemorações infantis, um dos itens que mais gera resíduo é em relação aos descartáveis. Pode reparar: são copos e mais copos de plástico, talhares e pratinhos do mesmo material, canudinhos… Enfim, um mundaréu de lixo – e, o pior, de plástico! Assim, opte por copos reutilizáveis, como os de vidro, e itens feitos com materiais biodegradáveis, como bambu, “plástico” de mandioca ou papel.

2- Durante a festa

Ah, o durante a festa… Aqui, meus caros, é hora de se divertir e aproveitar o momento, que foi cuidadosamente preparado por vocês, com os seus pequenos! Como já fizeram a decoração de festa infantil sustentável, não vai haver tantas preocupações assim ao longo da comemoração e a sua pós-festa ficará bem mais fácil de lidar.

3 – E a pós-festa?!

Então o aniversário do seu pequeno acabou e ele já dorme em paz, feliz da vida por esse momento único que vocês, pais, proporcionaram a ele. Acontece que para os adultos a festa não acabou por ali, infelizmente. Há ainda toda a sua decoração de festa infantil sustentável, além dos lixos que, inevitavelmente, foram gerados. E aí, o que fazer nesse pós-festa?!

O ideal mesmo é guardar tudo que foi utilizado para as festas posteriores. Detalhes como talheres ou pratinhos, por exemplo, é algo que ninguém irá se recordar depois e não fará diferença alguma em serem reutilizados futuramente. No caso da decoração que envolve o tema da festa, o ideal seria se desapegar, passando para outras pessoas. Afinal, nada mais lindo e gratificante do que ver aquilo que você produziu sendo útil para os demais, não é mesmo?!

Package, Packaging, Box, Shipment, Packet
Guarde tudo o que foi utilizado na festa do seu filho para os aniversários posteriores.

Outra dica que demos é sobre utilizar flores para decorar o ambiente. Sobre o descarte delas, você tem algumas opções, que são:

– colocá-las em sua composteira, por serem um material biodegradável;

secá-las, fazendo arranjos de flores secas, e colocá-las em um vaso, decorando assim o seu ambiente (e de outras pessoas, por que não?!); e

– plantá-las, caso você tenha feito a decoração de festa infantil sustentável com flores inteiras e suas raízes.

Happy, Fun, Spring, Spring Background, Daisy, Dress
Fazer uma festa infantil sustentável faz o bem para você e para o planeta, além de ensinar sustentabilidade a seus filhos por meio de exemplo.

Por fim, não se esqueça de fazer a coleta seletiva do lixo, separando todo o papel e o alumínio utilizados, e, naquilo que for possível, de fazer o correto descarte dos materias orgânicos para a sua composteira. O meio-ambiente agradece, assim como sua hortinha também!