Como lavar roupa de forma mais sustentável

Pequenas atitudes podem deixar o nosso dia mais sustentável. Até mesmo para lavar roupa, pequenas dicas podem fazer a sua roupa durar mais e você contribuir com o meio ambiente. Basicamente, estamos falando de três impactos negativos para reduzir: consumo de energia, recursos naturais e resíduos.

É possível lavar roupa de forma mais sustentável?

sustentável
Como lavar roupa de forma mais sustentável

Calcula-se que, quando lavamos e secamos as roupas, usamos 80% da energia consumida ao longo do ciclo de vida da peça. Na maioria dos casos, a energia elétrica derivada do uso de eletrodomésticos é obtida emitindo gases de efeito estufa na atmosfera.

Quanto aos recursos naturais, menção especial para a água. Um elemento essencial para a vida que está diminuindo e piorando sua qualidade com passos leves.

Por último, mas não menos importante, devemos falar sobre os resíduos gerados em cada lavagem. O consumo de detergentes e amaciantes convencionais gera resíduos que chegam aos mares e rios do nosso planeta.

Por serem compostos de ingredientes de origem petroquímica, dificilmente biodegradáveis ​​e nem sempre tratáveis ​​em estações de tratamento, contaminam os recursos hídricos, ameaçam a fauna aquática e causam maus odores.

Como fazer uma lavagem mais sustentável

É possível realizar uma lavagem mais sustentável e eficaz, levando em consideração as seguintes dicas:

  • Como dissemos, dê vários usos às suas roupas antes de colocá-las para lavar. Você também economizará tempo nas tarefas domésticas e isso nunca é demais.
  • Ao colocar a máquina de lavar, coloque-a em carga máxima. Dessa forma, enquanto reduz as lavagens, você economiza energia e água. Se você pode separar as roupas por cor e sujeira, também pode dosar e selecionar programas melhor, tornando a lavagem mais eficiente.
  • Sempre lave a baixa temperatura e, se tiver manchas difíceis, trate-as primeiro com produtos de limpeza específicos. Ao não aquecer a água, você economizará recursos energéticos, as roupas ficarão menos enrugadas e não será necessário passar a ferro.
  • Compre aparelhos com a mais alta classificação energética (A +++) e com ciclos de lavagem mais curtos. Você reduzirá a conta de água e o consumo de energia. Também é importante manter a máquina de lavar em boas condições. Limpe o filtro e o tambor periodicamente e isso ajudará a operação correta do aparelho e economizará energia.
  • Use detergentes orgânicos feitos a partir de ingredientes biodegradáveis, 100% naturais e de origem vegetal. Enquanto lavam, protegem e prolongam a vida útil das peças, cuidam da saúde e da pele em contato com as peças e respeitam o meio ambiente, pois seus resíduos são biodegradáveis ​​e compatíveis com o meio ambiente.Entre sabonetes ou detergentes ecológicos, sempre aposte nos à base de sabão tradicional, que, além da limpeza em profundidade, deixam naturalmente as roupas macias , evitando o uso desnecessário de amaciantes (poluindo a roupa por meio da lavagem). Para se certificar de que são produtos orgânicos, sempre procure uma certificação oficial na etiqueta que a verifica (não se deixe enganar pela lavagem verde).
  • Como dissemos, melhor do que usar um amaciante ecológico é não ter que usar nenhum tipo de amaciante.
  • Se você é um daqueles que gosta de usar amaciador devido ao cheiro que permanece na roupa, procure um detergente ecológico com óleos essenciais. Dessa forma, a roupa sairá igualmente suave e com perfume natural (e você evita muito perfume sintético e seus fixadores correspondentes nos tecidos).
  • Como vimos, um detergente ecológico limpa e cuida de suas roupas, mas se você tiver roupas ou tecidos especiais ou delicados, neste caso, recomendo não usar detergente, mas sabão, pois é ainda mais natural e suave. Hoje existem opções de sabão líquido para lavar roupa no mercado para uso direto na máquina de lavar, como se fosse um detergente. Suas roupas delicadas não poderiam ser mais cuidadas.
  • Dose racionalmente, usando a quantidade de detergente recomendada pelo fabricante,dependendo da sujeira, kg de roupa seca e dureza da água. Não usando mais produtos, as roupas ficarão mais limpas.
  • Roupas secas ao ar livre. As roupas serão mais brancas e o alto consumo de energia dos secadores será reduzido.
  • Pendure as camisas úmidas diretamente nos cabides, dessa forma, devido ao peso do tecido úmido, as roupas secam mais suavemente e evitam, ou reduzem consideravelmente, o processo de passar a ferro, também com impacto energético.

COMO LAVAR SUAS ROUPAS DE MANEIRA ECOLÓGICA

Estas são algumas das recomendações de lavagem que compartilhamos no projeto e que mais gostamos:

1. Lave a baixas temperaturas

Sempre que possível, é recomendável lavar a baixas temperaturas (30º) para economizar energia e maximizar seus cuidados. A temperatura indicada na etiqueta é geralmente a máxima, não a ideal.

2. Não passe se não for necessário

Em muitas ocasiões, selecionar o programa de vapor da lavadora de roupas será mais que suficiente. Se você pode evitá-lo, esqueça de passar !

3. Evite lavar a seco

Sempre que possível, minimize a limpeza a seco , sendo um processo químico muito forte. Você economizará dinheiro na lavanderia e o meio ambiente agradecerá.

sustentável
Como lavar roupa de forma mais sustentável Foto – Pixabay

Cuidar de roupas parece um hábito que você associa a mães e avós? Numa época em que nos parece que o tempo não é suficiente e onde tudo é facilmente descartável e substituível, a atenção prestada ao cuidado de nossas roupas parece ser uma coisa do passado.

Mas pouco a pouco, ressurge a necessidade de um vínculo mais saudável e sustentável com tudo o que temos, para recuperar hábitos perdidos, vinculados ao cuidado e à reavaliação de nossos pertences, buscando prolongar seu ciclo de vida e alcançar um estilo de vida mais consciente.

Essas ações simples nos permitem fechar um ciclo de vida totalmente sustentável das roupas, gerando um impacto mínimo no meio ambiente. Não há nada melhor do que consumir moda sustentável com responsabilidade.

Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável

Cuidar do planeta é responsabilidade de todos, e hoje queremos falar com você sobre a sustentabilidade ambiental em nossas casas. Sim, com pequenos gestos diários, podemos reduzir muito nosso impacto no meio ambiente e, a longo prazo, isso pode se traduzir em economia de energia e de recursos consideráveis.

A preocupação com o meio ambiente e as consequências provenientes da mudança climática transformaram a consciência da sociedade mundial, resgatando a “consciência verde” e implementando medidas sustentáveis em áreas como indústria, economia e até habitação.

Qualquer um pode cuidar do planeta a partir de sua própria casa, sem a necessidade de grandes reformas, mas com pequenos gestos e mudanças na rotina. Vamos então as nossas dicas sustentáveis:

 

1- GERAR A MAIS BAIXA QUANTIDADE DE RESÍDUOS.

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Tentar criar a menor quantidade de resíduos possível é um dos passos mais importantes em uma casa ecológica. Um bom método para gerar menos desperdício e fazer mais uso de cada uma das sacolas é compactar o lixo.

Podemos comprimir os resíduos para que ocupem menos espaço. Nesse caso, para o lixo orgânico é indicado o uso de composteiras. E optar pelas sacolas de pano reciclável ao invés de usar as de plástico.

2- RECICLAR O QUE NÃO PODEM TER OUTRO USO.

Se tivermos vidro, plástico ou outros materiais que não possam ter uma segunda vida, teremos que reciclá-los. Uma boa maneira de reciclar é ter um espaço para isso, ter um local específico onde o lixo seja separado e organizado de acordo com se é orgânico, plástico, papelão ou vidro.

Assim, nos acostumaremos com o trabalho de reciclagem e, naturalmente, faremos isso diariamente. Tornar esse espaço atraente e confortável também facilitará a reciclagem e a conscientização.

3- COMPRE ALIMENTOS MAIS ECOLÓGICOS E NOS MERCADOS DO SEU BAIRRO.

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

O simples ato de comprar alimentos orgânicos e a granel já é um avanço para o consumidor. Além disso, você estará apostando em uma dieta mais saudável e de qualidade. Esse tipo de alimento orgânico é muito mais ecológico e não sofreu modificações genéticas.

Outro fato a ser lembrado é que muitos dos produtos que consumimos em supermercados estão diretamente relacionados à exploração de pessoas. Portanto, é uma boa alternativa comprar certos itens do comércio local, quando isso é possível. Compre também produtos sazonais nos mercados do seu bairro.

4- EVITE USAR E ELIMINAR DISPOSITIVOS

Usar guardanapos de pano nos impedirá de desperdiçar ou contaminar com os guardanapos de papel típicos com os quais estamos acostumados. Os guardanapos de pano também são muito confortáveis, estéticos e completamente ecológicos, além de muito mais agradáveis ​​que os de papel.

O mesmo vale para talheres, copos plásticos ou as sacolas que usamos para transportar lanches ou almoços. É muito fácil ficar sem eles e encontrar uma solução ecológica durável.

5- EVITE O PLÁSTICO

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Atualmente, é um pouco complicado adquirir muitas coisas sem embalagem plástica, mas não é impossível. Sempre que pudermos teremos de evitar os recipientes de plástico. Tente não comprar sacolas plásticas desnecessárias e, se houver alguma em casa, use-as bem e não coloque ela diretamente no lixo.

7.Consciência verde nos fogões

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Ajudar o planeta pode ser até cozinhado. Use a panela de pressão sempre que possível, pois ela consome metade do gás. E não abra o forno quando estiver sendo usado, pois reduz a temperatura dentro dele em cerca de 20ºC; e aproveite o calor residual da placa e do fogo, desligando-o alguns minutos antes que a comida esteja pronta.

Para a máquina de lavar, é importante lembrar que a água fria é a maneira menos prejudicial para o meio ambiente, enquanto o secador é melhor evitar a todo custo.

8.Boas janelas são um investimento para o futuro

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Investir em boas janelas também ajuda. Uma dica é optar por boas janelas de PVC. O melhor sistema de abertura para garantir um bom isolamento é o praticável (também chamado de dobragem). Sem brincadeira, com boas janelas, as perdas de energia que ocorrem através da janela podem ser reduzidas em até 70%.

Instalar boas janelas não pode ser considerado uma despesa como tal, mas sim um investimento a médio e longo prazo, pois, graças a elas, economizaremos muito dinheiro em nossa conta de energia e obteremos conforto e bem-estar.

9.Instale painéis solares fotovoltaicos:

A energia solar é uma fonte de energia limpa e renovável. Os painéis solares são uma tecnologia emergente para pessoas que desejam usar a energia natural do sol.

Os painéis solares podem ser caros no começo, mas agora existem preços muito competitivos. As economias de longo prazo que eles podem gerar no seu bolso são impressionantes.

A localização da sua casa e a maneira como os painéis solares são construídos podem determinar quanta energia você pode obter.

  1. Instale sistemas de captação de água da chuva
Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Ao construir ou reformar sua casa, instale um coletor de água da chuva nos telhados e guarde-o em um tanque. A água coletada pode ser usada para outros fins, como banheiros e sistemas de irrigação.

  1. Iluminação LED:

As lâmpadas LED consomem menos energia e duram mais do que as lâmpadas incandescentes tradicionais e até lâmpadas eficientes em termos energéticos . Eles oferecem economia significativa de custos a longo prazo, o que pode ser ideal para sua nova casa ecológica.

  1. Acessórios para economizar água:

Torneiras com perlizadores

são alguns dos acessórios que você deve levar em consideração para ter uma casa sustentável, pois esses acessórios ajudam a economizar água. 

Economia circular: entenda o que é e como funciona

Promover a transição para uma economia circular como alternativa ao atual modelo econômico linear. Mas o que exatamente é a economia circular? Quais são as razões e vantagens que impulsionam essa mudança?

O atual modelo de produção e gestão de recursos, bens e serviços que busca promover o consumo no curto prazo está colocando o planeta em uma situação insustentável.

O que é economia circular?

Um termo já vem alguns anos ganhando destaque: economia circular. Economia circular é uma expressão usada para se referir a uma economia capaz de se regenerar. Na natureza, não há lixo ou aterros sanitários: todos os elementos cumprem uma função continuamente e são reutilizados para uso em diferentes estágios

Na realidade, não estamos falando de nada de novo, pois a economia circular nada mais é do que imitar os processos que ocorrem naturalmente em nosso planeta: matéria e energia são continuamente transformadas e não há resíduos como tais, pois o que para um componente do sistema é desperdício; para outro, pode ser matéria-prima.

Existem muitos exemplos na natureza como ciclos biogeoquímicos ou processo de decomposição de folhas caídas de árvores que acabam devolvendo nutrientes e matéria orgânica à terra.

Por que optar pela economia circular?

 

Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

 Tomando como exemplo o modelo cíclico da natureza, a economia circular é apresentada como um sistema de uso de recursos onde prevalece a redução dos elementos. E não é nada muito radical.

Por exemplo, minimizar a produção ao mínimo necessário e, quando for necessário usar o produto, apostar na reutilização dos elementos que, devido às suas propriedades, não podem retornar ao ambiente.

Em outras palavras, a economia circular defende o uso dos materiais mais biodegradáveis possíveis na fabricação de bens de consumo – nutrientes biológicos – para que eles possam retornar à natureza sem causar danos ao meio ambiente, esgotando sua vida útil.

Nos casos em que não é possível usar materiais ecologicamente corretos – nutrientes técnicos: componentes eletrônicos, metais, baterias … – o objetivo será facilitar um simples desacoplamento para proporcionar uma nova vida, reincorporando-os ao ciclo de produção e compondo uma nova peça. Quando isso não for possível, será reciclado de maneira ecológica.

Economia circular: Por que empresas estão adotando?

 Diferentemente de outros modelos econômicos em que o aspecto econômico prevalece sobre o social ou ambiental, a economia circular representa uma melhoria comum substancial para empresas e consumidores.

As empresas que implementaram esse sistema estão provando que reutilizar recursos é muito mais lucrativo do que criá-los do zero. Como consequência, os preços de produção são reduzidos, diminuindo o preço de venda, beneficiando assim o consumidor; não apenas economicamente, mas também social e ambientalmente.

Por isso é que a economia circular traz inúmeras vantagens. Aqui estão algumas:

  • As empresas que partem dos princípios da economia circular reduzem seus custos de produção porque, entre outras coisas, menos matérias-primas são usadas.
  • A diminuição no uso de matérias-primas protege o meio ambiente e está comprometida com a sustentabilidade.
  • Ao reduzir os custos de produção, o preço dos produtos também é reduzido e a pessoa que consome também economiza e contribui para o cuidado do meio ambiente natural.

Alguns exemplos práticos ajudam a exemplificar a economia circular.

  • Garrafas que se transformam em tapetes e painéis de carro. A reciclagem é uma das bases da economia circular. Cada vez mais empresas estão dedicadas à reciclagem de garrafas de PET após consumo e as transformam em diversos produtos, como esteiras e painéis de instrumentos para automóveis ou embalagem.
Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

Pneus que se transformam em sapatos. Outro exemplo é o aproveitamento de pneus para fabricar diversos produtos, como sapato, por exemplo. 

  • Construção sustentável de casas e escritórios. Há também empresas que constroem casas e escritórios a partir de módulos de madeira fresada que duram a vida inteira.
  • Decoração com resíduos eletrônicos e plásticos. Algumas empresas que estão aproveitando dispositivos eletrônicos ou produtos de construção para auxiliar na decoração.

Em que princípios se baseia a economia circular?

Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

Para entender a importância da economia circular, devemos primeiro considerar alguns dos problemas que a humanidade está enfrentando agora.

Uma das questões mais relevantes desses anos é certamente o superaquecimento da atmosfera causado pelo CO2 emitido principalmente para produção de energia, atividade industrial e transporte.  Por isso, a importância da economia circular.

Para implementar essa transformação ecológica, será essencial revisar as várias etapas da produção. A adoção de um modelo de economia circular significa revisar os mecanismos de criação do produto, desde o design, a produção e o consumo, até o final do ciclo de vida do produto, com vistas a economizar recursos, energia e perdas.

O que é jogado fora no decorrer da vida cotidiana ou na realização de atividades industriais terá que ser reinserido no ciclo de produção. Como já acontece na natureza, tudo deve poder ser reutilizado e regenerado. Os resíduos devem ser transformados em uma segunda matéria-prima

Dicas de sustentabilidade nas empresas: exemplos e ideias

A sustentabilidade nas empresas pode ser adotado para um caminho com mais responsabilidade. Por isso, vamos trazer uma série de dicas e exemplos que podem ajudar a sua empresa a instalar ideias mais sustentáveis e que criem uma atmosfera mais ligada com o planeta. Confira as nossas dicas!

  1. Controle e redução do consumo de energia

Dicas de sustentabilidade
Dicas de sustentabilidade nas empresas: exemplo e ideias – Foto – Pixabay

Promover e incentivar dentro da sua equipe de trabalho hábitos que tenham impacto na redução do consumo de energia são ideias iniciais de um gerenciamento ligado com a sustentabilidade. Por exemplo, desligar o equipamento quando não estiver em uso, ajustar a temperatura do ar condicionado, etc. Avalie a capacidade de mudar sistemas para outros mais eficientes que causam menor consumo de energia.

  1. Selecionar seus provedores

Promova a contratação de fornecedores com um compromisso ambiental dentro da sua empresa. Escolha fornecedores locais ou de proximidade como prioridade.

  1. Promover o uso de meios de transporte sustentáveis
Dicas de sustentabilidade
Dicas de sustentabilidade nas empresas: exemplo e ideias Fonte Pixabay

Investir em veículos híbridos ou elétricos, promover o transporte coletivo de trabalhadores, o uso de transporte público, o uso de bicicletas ou a pé são ações para reduzir o impacto ambiental do transporte.

  1. Economizar papel
Dicas de sustentabilidade
Dicas de sustentabilidade nas empresas: exemplo e ideias Foto – Pixabay

O papel é um material usado em todas as empresas que causa diferentes problemas ambientais, como desmatamento, mudanças climáticas, etc. Promova o uso de sistemas de troca de arquivos digitais, reduzindo ou eliminando o uso de papel.

  1. Gerencie eficientemente os resíduos
Dicas de sustentabilidade
Dicas de sustentabilidade nas empresas: exemplo e ideias Foto – Pixabay

As empresas são grandes geradoras de resíduos, coloquem em prática a regra 3R na seguinte ordem: Reduza o volume de resíduos gerados, Reutilize resíduos e, se você não tiver a possibilidade de reutilizar, recicle. Não precisa implementar tudo na empresa, mas o pouco já faz a diferença.

  1. Promover educação e treinamento ambiental
Dicas de sustentabilidade
Dicas de sustentabilidade nas empresas: exemplo e ideias Foto – Pixabay

 

Deealizar campanhas de educação e treinamento ambiental entre os trabalhadores e conscientizar os funcionários é uma ideia que pode ser posta em prática com pouco investimento.

  1. Integrar o design ecológico

 

Dicas de sustentabilidade
Dicas de sustentabilidade nas empresas: exemplo e ideias Foto – Pixabay

Ecodesign é conceber seus produtos ou serviços do ponto de vista ambiental, levando em consideração todo o processo produtivo, desde a sua criação até o final de sua vida útil. Use materiais de fontes renováveis, com baixo consumo de energia, etc.

  1. Incentive o comportamento responsável de seus clientes

Promova comportamentos responsáveis ​​entre seus clientes, realizando campanhas promocionais que recompensam ações sustentáveis.

  1. Colabore com ações sociais

Com pequenos gestos você pode beneficiar inúmeras pessoas. Planejar colaborações com entidades que promovam ações com benefício socioambiental.

  1. Meça e reduza sua pegada ambiental ou de carbono

As empresas provocam, por sua própria ação, ações que prejudicam o meio ambiente. Medir e propor ações que minimizam estes impactos as tornam mais sustentáveis. Então, sempre que possível reavalie a forma de atuação da empresa.

Outras dicas de sustentabilidade

  1. Recicle e promova a separação de resíduos para uma reciclagem correta. Se existe um sistema de coleta seletiva na empresa, não é preciso dizer que você deve usá-lo rigorosamente. E se não houver, ou se não estiver bem estabelecido, você pode pressionar para que seja ativado e incentivar toda a equipe a respeitá-lo.
  2. Imprima com consciência ambiental, apenas quando for absolutamente necessário, certificando-se de fazê-lo de maneira a minimizar os efeitos nocivos ao meio ambiente.
  3. Use tiras de papel picado para enviar produtos. Em vez de comprar plástico bolha, inadequado para um negócio sustentável, envie materiais delicados em meio a papel picado para reutilização.
  4. Use envelopes reutilizáveis ​​ou recicláveis. Um exemplo de boa opção são envelopes verdes, que podem ser usados ​​para duas remessas.A operação é muito simples: o destinatário precisa remover a etiqueta antiga, colar a nova e selar o envelope, usando uma segunda tira que fica no envelope. Usar o mesmo envelope reduz o desperdício e é conveniente para remetentes que enviam documentos para seus clientes para assinar e devolver. Você pode encontrar esses envelopes em Correios.
  5. Imprima todos os materiais de marketing em papel reciclado. Não importa se são folhetos, panfletos ou outro tipo de documento, tudo deve estar em papel reciclado. Além disso, embora possa parecer óbvio para algumas pessoas, é necessário lembrar que “este folheto é reciclável”.
  6. Envie os boletins por e-mail. Dessa forma, você economizará dinheiro evitando papel e impressão e ajudando a proteger o meio ambiente. Além disso, você deve saber que os serviços de marketing por email compilam estatísticas, o que o ajudará a saber quantas pessoas abriram seu email, há quanto tempo elas o veem e em quais links clicaram.
  7. Use materiais e produtos com selos que certifiquem que são sustentáveis. Dessa forma, você garante que eles atendam aos critérios necessários.
  8. Obtenha certificação de sustentabilidade para seus próprios produtos e serviços sempre que possível. Será o melhor guia para melhorar seus processos e matérias-primas e fornecerá uma mensagem clara sobre a maneira como você trabalha para seus clientes.
  9. Venda online. Para algumas pessoas, esse ponto pode parecer muito normal, mas a verdade é que muitas pequenas empresas não têm vendas online. Esta seção pode ser importante para entregar seus produtos a consumidores distantes e próximos, cuidando do meio ambiente, evitando que os clientes necessitem ir à loja.

Essa foram apenas algumas ideias. Que tal a sua empresa colocar em prática?

Isolamento térmico ecológico e natural para uso doméstico: economia e redução do consumo de energia

Existem diversas maneiras de inserirmos a sustentabilidade em nosso ambiente. Uma delas pode ser por meio do isolamento térmico. Com a utilização de materiais naturais ele é capaz de reduzir o consumo de energia, reduzindo os custos de ar-condicionado e protegendo sua saúde e a de sua família.

Os materiais que são usados como isolamento térmico não são vistos, mas certamente devem ser um dos componentes mais importantes de uma casa. Vamos falar sobre eles.

O que é isolamento térmico?

Fonte: Regional Telhas

Uma das maneiras de reduzir nosso papel na poluição, no aquecimento global e no uso de recursos é precisamente reduzindo o máximo possível as fontes de energia de que precisamos.

O isolamento térmico não é apenas encontrado nas paredes de uma casa, mas também no teto e, em alguns casos, no chão. Assim, os materiais de isolamento ecológico conferem o futuro do isolamento.

Dessa forma, oferecem altos coeficientes de isolamento garantindo processos de fabricação totalmente ecológicos, eles representam um setor em expansão na construção.

As opções naturais proporcionam maior conforto e são menos agressivas com o meio ambiente, pois evitam emissões poluentes durante o uso e após a vida útil do edifício. Também é recomendado o isolamento renovável e reciclado, pois eles têm um menor impacto ambiental.

Uma das maneiras mais eficazes é usar isoladores para aproveitar ao máximo a energia e desperdiçar o mínimo.

Os materiais isolantes que são usados na bioconstrução são sustentáveis ​​e duráveis, provêm de fontes naturais, além de serem biodegradáveis ​​e contribuindo pouco para a deterioração ambiental quando provêm de fontes confiáveis.

Os principais isolantes utilizados na arquitetura sustentável são vidro, cortiça, lã de ovelha, celulose, madeira, palha, linho, cânhamo, madeira, argila e fibra de coco. Estes são utilizados para isolar telhados, terraços, varandas, paredes e pisos.

Benefícios do isolamento térmico ecológico  

Fonte: Pixabay

O isolamento térmico ecológico é uma boa opção para optar por uma instalação de isolamento térmico para a sua casa, seja para parede, coberturas de isolamento térmico e solução mais amplamente utilizado, ou fachadas.

Abaixo, apresentamos os muitos benefícios do isolamento térmico ecológico:

  1. O isolamento térmico ecológico são biodegradáveis e ambientalmente amigáveis.
  2. A fabricação de isolamento térmico ecológico é barata em termos de energia, no entanto os isoladores tradicionais, como lã de rocha ou fibra de vidro, têm um custo de energia bastante alto, pois sua fabricação consiste em derreter o vidro a uma temperatura acima de 100 graus.
  3. Os isoladores térmicos orgânicos têm uma grande capacidade térmica, cerca de 3 vezes mais elevado do que o isolamento tradicional.
  4. Os isoladores térmicos ecológicos são de alta densidade e isso significa que eles também têm a função de isolamento acústico;
  5. Os isoladores térmicos ecológicos permitem que a casa ou o prédio transpire, causando correntes de ar herméticas. Eles são capazes de manter o ambiente fresco por várias horas.
  6. O isolamento térmico ecológico tem uma vida útil eterna, sua durabilidade é vitalícia. O calor tradicional de isolamento não duram enquanto o isolamento ecológico;
  7. Os isoladores térmicos ecológicos, além de possuírem propriedades isolantes, também absorvem a umidade, proporcionando maior conforto.
  8. O isolamento ecológico são a melhor escolha para casas mais sustentaveis porque eles não são tóxicos ou ter qualquer substância perigosa para a saúde das pessoas.

Por que construir uma casa ecológica com isolamento natural?

Fonte: Pixabay

Uma casa ecológica é uma construção que respeita o meio ambiente, construída com materiais naturais e que aproveita ao máximo os recursos naturais do sol e da terra para alcançar o conforto de seus habitantes.

É uma casa com um consumo muito baixo, tanto no seu uso diário como na sua construção. Por esse motivo, é usado isolamento natural para uma casa ecológica, uma vez que é necessária pouca energia para fabricá-los e são materiais naturais que requerem um processo de transformação simples.

Da mesma forma, como o isolamento, o restante dos materiais de construção da casa também será natural e ecológico.

O isolamento é o processo em que os materiais são aplicados nos elementos de construção para limite e optimizar a transmissão de calor e frio espaços entre. Assim, a primeira medida é mais barato e mais eficaz para a casa de poupança de energia.

O isolamento é um elemento essencial para a economia que melhora substancialmente o conforto. Há empresas que trabalham e comercializam como isolamento natural, ecológico e de alta qualidade, onde fibras de madeira, fibras de celulose, isolamento de cotão etc. são especialmente relevantes, e que também contribuem para o isolamento acústico.

Atualmente, existem muitas soluções oferecidas pelo mercado, mas a qualidade dos materiais e sua instalação são essenciais para alcançar um bom nível de isolamento, seja térmico ou acústico. Uma má decisão pode levar a problemas que afetarão o bem-estar e o bolso a curto, médio e longo prazo.