Como ser mais sustentável no descarte dos resíduos orgânicos mesmo sem ter composteira em casa

Mais e mais pessoas buscam diminuir o lixo que produzem em suas casas. Alguns contam com a composteira. No entanto, para outros, esse sistema pode ser bastante complexo em suas casas ou apartamentos.

Por esse motivo, hoje queremos apresentar várias alternativas de compostagem. Primeiro é importante realizar de forma correta o descarte dos resíduos, e adotar outras ações práticas para fazer uma boa separação do material.

Descarte certo dos resíduos

sustentável
Como ser mais sustentável no descarte dos resíduos orgânicos mesmo sem ter composteira em casa Foto – Pixabay

Estima-se que cada pessoa produza em média 800 gramas a 1 kg de lixo por dia. Infelizmente, nem tudo ou mesmo uma grande parte desse lixo é reciclada. A maior parte acaba em aterros sanitários.

Mas o que podemos fazer sobre isso? A primeira coisa que precisa ser feita é que precisamos mudar a maneira como as pessoas pensam sobre o lixo, como vêem seu próprio lixo gerado e o que fazem com o lixo que geram.

A menos que as cidades, estados e governo também tenham interesse em reduzir o desperdício e encontrar uma solução viável para se livrar dos grandes volumes de desperdício, pouca vontade não resultará em uma mudança em larga escala. A solução? Opte por uma maneira melhor de se relacionar com o lixo.

Existem vários grupos, empresas e até países que decidiram restringir seu amor por aterros sanitários e estão optando por um método melhor de “descartar” seus resíduos.

Dicas práticas para cuidar do seu lixo em sua casa

sustentável
Como ser mais sustentável no descarte dos resíduos orgânicos mesmo sem ter composteira em casa Foto – Pixabay

Você sabia que 50% do lixo doméstico é lixo orgânico que pode ser usado e, assim, evitar que chegue a aterros sanitários, reduzindo a emissão de gases de efeito estufa?

O ideal é ter uma composteira, mas se isso ainda não é possível para você, confira dicas práticas para ser mais sustentável no descarte de resíduos orgânicos.

Hoje também existem empresas que trabalham com o serviço de composteira. É interessante pesquisar se há algum serviço similar em sua cidade.

Mas, antes saiba como no seu dia a dia, sem o uso de composteira, você pode ajudar o meio ambiente. Uma delas é realizar sempre a separação correta do lixo. Isso é fundamental!

  • Opte por produtos alimentares produzidos perto de você. Isso economiza embalagem e transporte. A compra a granel evita embalagens desnecessárias.
  • Recuse os alimentos que vêm em bandejas de cortiça branca.
  • Priorize o consumo de alimentos frescos, eles têm menos embalagens e são mais saudáveis.
  • Use garrafas de vidro recicláveis ​​em vez de latas, tijolos ou recipientes de plástico e, ao comprar bebidas, opte por recipientes grandes.

 Como reduzir o desperdício de papel e papelão:

  • Com papel e papelão, devemos usar estritamente as diretrizes dos “três Rs”:
  • Reduzir.
  •  Evite o uso desnecessário de papel ou papelão.
  • Tente usar papel reciclado e / ou ecológico.
  • Reutilize papel e papelão o máximo possível.
  • Use as folhas nos dois lados, especialmente ao imprimir ou fotocopiar.
  •  Escolha fontes pequenas e fontes de borracha para economizar espaço.
  • Reciclar.
  • Papel e papelão que não são mais úteis devem ser depositados nos recipientes específicos para posterior reciclagem.
  • Devemos evitar o uso de papéis que dificultam a reciclagem (ou laminados, encerados, fax, etc.), a menos que seja essencial.

Como reduzir o desperdício em dispositivos eletrônicos e elétricos:

  • O lixo deve ser entregue e gerenciado corretamente. Ao comprar um novo dispositivo, você pode levar o antigo para a loja onde faz a compra e eles o administram adequadamente. Caso a entrega do dispositivo antigo não se deva à aquisição de um novo, você deve levar o dispositivo descartado ao ponto de limpeza mais próximo ou perguntar à prefeitura se existe um sistema de coleta para esse tipo de resíduo.

Como reduzir o desperdício na limpeza:

  • Lembre-se de que você não obterá mais limpeza ou brancura usando mais detergente do que o indicado. Ao comprar detergente, escolha os maiores.
  • Se possível, evite purificadores de ar. Escolha arejar os quartos e usar plantas aromáticas.
  • Nunca use aerossóis que podem agredir a camada de ozônio.

Benefícios da compostagem

Há uma série de benefícios para compostagem que nem todos estão cientes. Alguns exemplos estão listados abaixo:

  • Os resíduos orgânicos dos aterros sanitários geram metano, um potente gás de efeito estufa. Compostando alimentos desperdiçados e outros produtos orgânicos, as emissões de metano são significativamente reduzidas.
  • O composto reduz e, em alguns casos, elimina a necessidade de fertilizantes químicos.
  • O composto promove maiores rendimentos de culturas agrícolas.
  • O composto pode ajudar nos esforços de reflorestamento, restauração de áreas úmidas e revitalização de habitats, melhorando os solos contaminados, compactados e marginais.
  • O composto pode ser usado para remediar solos contaminados por resíduos perigosos de uma maneira econômica.
  • O composto pode proporcionar economia de custos em relação às tecnologias convencionais de remediação da poluição do solo, água e ar, quando aplicável.
  • O composto melhora a retenção de água nos solos.
  • O composto proporciona sequestro de carbono, que contribui para reduzir o efeito estufa.

Vantagens da compostagem

As vantagens deste tipo de reciclagem são muitas, mas dentre as mais importantes, encontramos o seguinte:

Reduzir a poluição: quanto mais aproveitamos o lixo orgânico, mais o consumo de combustível no transporte é reduzido. Ao mesmo tempo, há menos acúmulo de resíduos em aterros e contribuímos para uma redução notável de substâncias tóxicas e gases nocivos. Também evitamos a contaminação produzida pela queima deles.

Economia de fertilizantes: Ao produzir adubo com nossos restos, não precisamos comprar fertilizantes ou substratos, pois os teremos em casa de graça e eles serão de ótima qualidade, pois não terão elementos químicos.

Melhorar a saúde do solo e das plantas: o composto obtido a partir de nossos resíduos orgânicos pode ser usado para melhorar e fortalecer o solo do gramado, arbustos e árvores, com uma qualidade de assimilação muito superior à das substâncias químicas ou substratos de origem desconhecida que compramos. O composto fortalece o solo e a atividade da vida microbiana, evita a erosão, favorece toda a atividade biológica do solo. Assim, pragas e doenças em vegetais são evitadas.

 

Opções de compostagem doméstica

Seja comprando uma lixeira ou construindo sua própria em casa, a compostagem doméstica é mais fácil do que você imagina. Muitos tipos de caixas de compostagem estão disponíveis, incluindo:

  • caixas para exteriores, com ou sem ventilação e orifícios de aterramento
  • copos
  • gabinetes abertos
  • compositores de interior / de bancada, como caixas de Bokashi
  • compostagem enterrada
  • vermicompostagem (fazendas de vermes)

Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável

Cuidar do planeta é responsabilidade de todos, e hoje queremos falar com você sobre a sustentabilidade ambiental em nossas casas. Sim, com pequenos gestos diários, podemos reduzir muito nosso impacto no meio ambiente e, a longo prazo, isso pode se traduzir em economia de energia e de recursos consideráveis.

A preocupação com o meio ambiente e as consequências provenientes da mudança climática transformaram a consciência da sociedade mundial, resgatando a “consciência verde” e implementando medidas sustentáveis em áreas como indústria, economia e até habitação.

Qualquer um pode cuidar do planeta a partir de sua própria casa, sem a necessidade de grandes reformas, mas com pequenos gestos e mudanças na rotina. Vamos então as nossas dicas sustentáveis:

 

1- GERAR A MAIS BAIXA QUANTIDADE DE RESÍDUOS.

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Tentar criar a menor quantidade de resíduos possível é um dos passos mais importantes em uma casa ecológica. Um bom método para gerar menos desperdício e fazer mais uso de cada uma das sacolas é compactar o lixo.

Podemos comprimir os resíduos para que ocupem menos espaço. Nesse caso, para o lixo orgânico é indicado o uso de composteiras. E optar pelas sacolas de pano reciclável ao invés de usar as de plástico.

2- RECICLAR O QUE NÃO PODEM TER OUTRO USO.

Se tivermos vidro, plástico ou outros materiais que não possam ter uma segunda vida, teremos que reciclá-los. Uma boa maneira de reciclar é ter um espaço para isso, ter um local específico onde o lixo seja separado e organizado de acordo com se é orgânico, plástico, papelão ou vidro.

Assim, nos acostumaremos com o trabalho de reciclagem e, naturalmente, faremos isso diariamente. Tornar esse espaço atraente e confortável também facilitará a reciclagem e a conscientização.

3- COMPRE ALIMENTOS MAIS ECOLÓGICOS E NOS MERCADOS DO SEU BAIRRO.

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

O simples ato de comprar alimentos orgânicos e a granel já é um avanço para o consumidor. Além disso, você estará apostando em uma dieta mais saudável e de qualidade. Esse tipo de alimento orgânico é muito mais ecológico e não sofreu modificações genéticas.

Outro fato a ser lembrado é que muitos dos produtos que consumimos em supermercados estão diretamente relacionados à exploração de pessoas. Portanto, é uma boa alternativa comprar certos itens do comércio local, quando isso é possível. Compre também produtos sazonais nos mercados do seu bairro.

4- EVITE USAR E ELIMINAR DISPOSITIVOS

Usar guardanapos de pano nos impedirá de desperdiçar ou contaminar com os guardanapos de papel típicos com os quais estamos acostumados. Os guardanapos de pano também são muito confortáveis, estéticos e completamente ecológicos, além de muito mais agradáveis ​​que os de papel.

O mesmo vale para talheres, copos plásticos ou as sacolas que usamos para transportar lanches ou almoços. É muito fácil ficar sem eles e encontrar uma solução ecológica durável.

5- EVITE O PLÁSTICO

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Atualmente, é um pouco complicado adquirir muitas coisas sem embalagem plástica, mas não é impossível. Sempre que pudermos teremos de evitar os recipientes de plástico. Tente não comprar sacolas plásticas desnecessárias e, se houver alguma em casa, use-as bem e não coloque ela diretamente no lixo.

7.Consciência verde nos fogões

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Ajudar o planeta pode ser até cozinhado. Use a panela de pressão sempre que possível, pois ela consome metade do gás. E não abra o forno quando estiver sendo usado, pois reduz a temperatura dentro dele em cerca de 20ºC; e aproveite o calor residual da placa e do fogo, desligando-o alguns minutos antes que a comida esteja pronta.

Para a máquina de lavar, é importante lembrar que a água fria é a maneira menos prejudicial para o meio ambiente, enquanto o secador é melhor evitar a todo custo.

8.Boas janelas são um investimento para o futuro

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Investir em boas janelas também ajuda. Uma dica é optar por boas janelas de PVC. O melhor sistema de abertura para garantir um bom isolamento é o praticável (também chamado de dobragem). Sem brincadeira, com boas janelas, as perdas de energia que ocorrem através da janela podem ser reduzidas em até 70%.

Instalar boas janelas não pode ser considerado uma despesa como tal, mas sim um investimento a médio e longo prazo, pois, graças a elas, economizaremos muito dinheiro em nossa conta de energia e obteremos conforto e bem-estar.

9.Instale painéis solares fotovoltaicos:

A energia solar é uma fonte de energia limpa e renovável. Os painéis solares são uma tecnologia emergente para pessoas que desejam usar a energia natural do sol.

Os painéis solares podem ser caros no começo, mas agora existem preços muito competitivos. As economias de longo prazo que eles podem gerar no seu bolso são impressionantes.

A localização da sua casa e a maneira como os painéis solares são construídos podem determinar quanta energia você pode obter.

  1. Instale sistemas de captação de água da chuva
Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Ao construir ou reformar sua casa, instale um coletor de água da chuva nos telhados e guarde-o em um tanque. A água coletada pode ser usada para outros fins, como banheiros e sistemas de irrigação.

  1. Iluminação LED:

As lâmpadas LED consomem menos energia e duram mais do que as lâmpadas incandescentes tradicionais e até lâmpadas eficientes em termos energéticos . Eles oferecem economia significativa de custos a longo prazo, o que pode ser ideal para sua nova casa ecológica.

  1. Acessórios para economizar água:

Torneiras com perlizadores

são alguns dos acessórios que você deve levar em consideração para ter uma casa sustentável, pois esses acessórios ajudam a economizar água. 

Educação ambiental para crianças com jogos e atividades

O cuidado com o meio ambiente é algo que deve ser preocupação de todos, porque é um fato que coloca em risco a nossa saúde e até mesmo a nossa existência no planeta em que vivemos.

Hoje, muitas crianças crescem em cidades quase sem contato com a natureza. Isso implica que os pequenos têm uma quantidade menor de estímulos para desenvolver sua criatividade e jogo livre, ainda menos sentimentos de empatia e responsabilidade pelo meio ambiente.

Ensinar as crianças a cuidar do ambiente ao seu redor é essencial. E, como sempre, a melhor maneira de transmitir aprendizado aos pequenos é através de atividades divertidas. Por esse motivo, oferecemos alguns jogos de educação ambiental que aproximam as crianças da natureza.

Vamos passar dicas para promover a abordagem das crianças em relação à natureza e as chaves para uma ” pedagogia verde ” em casa, com base no respeito à espontaneidade e no acompanhamento da criança pelos pais.

Atividades e jogos para aproximar as crianças da natureza

Identifique-se com a natureza

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

Durante os primeiros estágios da vida, testamos nossos sentidos. A identificação de sons, cores, cheiros, formas, etc., associada à natureza, reforça nossa identificação com o meio ambiente e amplia nosso conhecimento do meio ambiente.

Nesse sentido, os jogos podem ser improvisados ​​para se identificar com a natureza, como imitar o som de animais ou fenômenos meteorológicos, olhar os pássaros, observar as pegadas de animais no chão, as ondas da água, procurar formas nas nuvens, aprendendo a contar com elementos naturais, fazendo rimas sobre o meio ambiente, etc. Assim, vai se criando uma identificação com a natureza.

Organize oficinas ambientais práticas

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

Uma das melhores maneiras de aprender é fazer as coisas por si mesmo. As oficinas de atividades práticas para menores podem ser muito variadas em sua relação com o meio ambiente.

Por exemplo: fazer caixas para reciclar o lixo doméstico, reutilizar objetos usados ​​para fazer artesanato ecológico, fazer casas de papelão, montar hortas escolares, pintar ao ar livre são alguns dos exemplos.

Aproveite a atração de novas tecnologias

Jogos tecnológicos, aplicativos, etc., usados ​​com responsabilidade são um bom recurso educacional. Nesse sentido, você pode encontrar vários videogames/jogos que visam entreter e conscientizar sobre algum aspecto ambiental, como reciclagem, energia, clima, água , etc.

Plantar um grão de bico

Uma atividade tão simples quanto plantar um grão de bico em um pequeno recipiente (ou no fundo de uma garrafa) pode ser muito emocionante. As crianças experimentarão todo o processo de plantar, regar e cultivar uma planta.

Cesta de resíduos

 Levamos caixas ou cestos para os quais colocamos algum tipo de pôster de uma cor: azul, verde, amarelo ou marrom. Traçamos uma linha no chão onde será localizado o participante do jogo e, à distância, colocamos as caixas ou cestas. Em seguida, damos às crianças diferentes resíduos: garrafas de plástico, uma revista de papel, uma casca de banana … Eles poderão joga-las no recipiente apropriado e assim aprender mais sobre reciclagem.

Espaços para as crianças brincarem com elementos naturais

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

Um banco de areia é um dos recursos mais divertidos e estimulantes para as crianças, que podem se divertir andando na areia, fazendo buracos ou castelos, etc.

Um lençol freático também pode ser muito interessante, ou seja, um espaço semelhante a uma mesa, mas que no topo, em vez de uma mesa, possui um recipiente com água, com o qual as crianças podem brincar. É importante não se preocupar com a criança se sujar, deixar ela usar sua imaginação com todo cuidado.

Saia da cidade

Um dos maiores problemas para as crianças que vivem nas cidades é a dificuldade em encontrar ambientes naturais. Por esse motivo, o ideal é tentar sair da cidade com certa frequência para que os pequenos se familiarizem com espaços abertos e selvagens, campos, lagoas ou pântanos, etc.

Se não for possível fazê-lo com frequência, outra opção é visitar os parques e promover brincadeiras e exploração ao ar livre, sem muitas orientações predeterminadas.

Experimente um jardim urbano para crianças

Um pequeno jardim ou horta em casa é uma excelente oportunidade, não só para os pequenos se familiarizarem com o desenvolvimento de plantas, mas também para promover sua alimentação: é sempre mais agradável consumir coisas de cuja elaboração eles participaram.

Aproveite e mostre a criança o cuidado das plantas (irrigação, poda, desinfecção etc.), também lhe permite familiarizar-se com os ciclos da natureza.

Observar os animais

Isso varia de animais de estimação, como cães e gatos, à possibilidade de experimentar ternários ou outros dispositivos para ver as formas de vida de formigas e outros insetos.

Muito melhor ainda se você pode visitar fazendas ou estabelecimentos e conhecer outros animais (vacas, ovelhas, aves, etc.).

 Observar as estrelas

Educação ambiental para crianças
Educação ambiental para crianças com jogos e atividades Foto – Pixabay

O apropriado é escolher uma noite clara e fugir da poluição luminosa da cidade de maneira que o céu noturno mostre seu espetáculo tão bom quanto livre. Pode ser fascinante para as crianças, muito mais se a contemplação for acompanhada de explicações sobre as constelações, o caminho das estrelas e outras informações. 

Uma opção é obter um telescópio o que permite observar as estrelas com mais detalhes.

Economia circular: entenda o que é e como funciona

Promover a transição para uma economia circular como alternativa ao atual modelo econômico linear. Mas o que exatamente é a economia circular? Quais são as razões e vantagens que impulsionam essa mudança?

O atual modelo de produção e gestão de recursos, bens e serviços que busca promover o consumo no curto prazo está colocando o planeta em uma situação insustentável.

O que é economia circular?

Um termo já vem alguns anos ganhando destaque: economia circular. Economia circular é uma expressão usada para se referir a uma economia capaz de se regenerar. Na natureza, não há lixo ou aterros sanitários: todos os elementos cumprem uma função continuamente e são reutilizados para uso em diferentes estágios

Na realidade, não estamos falando de nada de novo, pois a economia circular nada mais é do que imitar os processos que ocorrem naturalmente em nosso planeta: matéria e energia são continuamente transformadas e não há resíduos como tais, pois o que para um componente do sistema é desperdício; para outro, pode ser matéria-prima.

Existem muitos exemplos na natureza como ciclos biogeoquímicos ou processo de decomposição de folhas caídas de árvores que acabam devolvendo nutrientes e matéria orgânica à terra.

Por que optar pela economia circular?

 

Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

 Tomando como exemplo o modelo cíclico da natureza, a economia circular é apresentada como um sistema de uso de recursos onde prevalece a redução dos elementos. E não é nada muito radical.

Por exemplo, minimizar a produção ao mínimo necessário e, quando for necessário usar o produto, apostar na reutilização dos elementos que, devido às suas propriedades, não podem retornar ao ambiente.

Em outras palavras, a economia circular defende o uso dos materiais mais biodegradáveis possíveis na fabricação de bens de consumo – nutrientes biológicos – para que eles possam retornar à natureza sem causar danos ao meio ambiente, esgotando sua vida útil.

Nos casos em que não é possível usar materiais ecologicamente corretos – nutrientes técnicos: componentes eletrônicos, metais, baterias … – o objetivo será facilitar um simples desacoplamento para proporcionar uma nova vida, reincorporando-os ao ciclo de produção e compondo uma nova peça. Quando isso não for possível, será reciclado de maneira ecológica.

Economia circular: Por que empresas estão adotando?

 Diferentemente de outros modelos econômicos em que o aspecto econômico prevalece sobre o social ou ambiental, a economia circular representa uma melhoria comum substancial para empresas e consumidores.

As empresas que implementaram esse sistema estão provando que reutilizar recursos é muito mais lucrativo do que criá-los do zero. Como consequência, os preços de produção são reduzidos, diminuindo o preço de venda, beneficiando assim o consumidor; não apenas economicamente, mas também social e ambientalmente.

Por isso é que a economia circular traz inúmeras vantagens. Aqui estão algumas:

  • As empresas que partem dos princípios da economia circular reduzem seus custos de produção porque, entre outras coisas, menos matérias-primas são usadas.
  • A diminuição no uso de matérias-primas protege o meio ambiente e está comprometida com a sustentabilidade.
  • Ao reduzir os custos de produção, o preço dos produtos também é reduzido e a pessoa que consome também economiza e contribui para o cuidado do meio ambiente natural.

Alguns exemplos práticos ajudam a exemplificar a economia circular.

  • Garrafas que se transformam em tapetes e painéis de carro. A reciclagem é uma das bases da economia circular. Cada vez mais empresas estão dedicadas à reciclagem de garrafas de PET após consumo e as transformam em diversos produtos, como esteiras e painéis de instrumentos para automóveis ou embalagem.
Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

Pneus que se transformam em sapatos. Outro exemplo é o aproveitamento de pneus para fabricar diversos produtos, como sapato, por exemplo. 

  • Construção sustentável de casas e escritórios. Há também empresas que constroem casas e escritórios a partir de módulos de madeira fresada que duram a vida inteira.
  • Decoração com resíduos eletrônicos e plásticos. Algumas empresas que estão aproveitando dispositivos eletrônicos ou produtos de construção para auxiliar na decoração.

Em que princípios se baseia a economia circular?

Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

Para entender a importância da economia circular, devemos primeiro considerar alguns dos problemas que a humanidade está enfrentando agora.

Uma das questões mais relevantes desses anos é certamente o superaquecimento da atmosfera causado pelo CO2 emitido principalmente para produção de energia, atividade industrial e transporte.  Por isso, a importância da economia circular.

Para implementar essa transformação ecológica, será essencial revisar as várias etapas da produção. A adoção de um modelo de economia circular significa revisar os mecanismos de criação do produto, desde o design, a produção e o consumo, até o final do ciclo de vida do produto, com vistas a economizar recursos, energia e perdas.

O que é jogado fora no decorrer da vida cotidiana ou na realização de atividades industriais terá que ser reinserido no ciclo de produção. Como já acontece na natureza, tudo deve poder ser reutilizado e regenerado. Os resíduos devem ser transformados em uma segunda matéria-prima

Filmes e documentários para assistir na quarentena e conscientização sobre a atual situação ecológica

Alguns documentários e filmes podem ser ótimos para ajudar na conscientização ambiental, e promover uma reflexão sobre os nossos hábitos e consumos. Por isso, selecionamos nesse artigo alguns filmes e documentários para assistir. Alguns estão disponíveis gratuitamente na internet. Prepara a pipoca e bom filme!

Antes do Dilúvio (2016)

Fonte Divulgação

Este documentário foi produzido e narrado por Leonardo DiCaprio e dirigido por Fisher Stevens para o canal National Geographic. É um documentário atual sobre mudanças climáticas.


Cowspiracy: O Segredo da Sustentabilidade (2014)

Fonte: Youtube

Cowspiracy é um documentário produzido e dirigido por Kip Andersen e Keegan Kuhn que lida com o impacto da indústria pecuária no meio ambiente. Ele também investiga o papel das organizações nesse sentido. Este documentário também está disponível para visualização no YouTube.


Uma verdade inconveniente (2006)

Fonte: Divulgação

Este documentário é baseado em uma série de negociações que o ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, deu para conscientizar sobre o problema das mudanças climáticas e do aquecimento global.


Terra (2007)

Fonte: Divulgação

Este documentário é sobre o planeta e originalmente chamado Terra é dirigido por Alastair Fothergill e Mark Linfield. Documentário muito visual para assistir com a família: Assista no Youtube.


Um oceano de plástico (2016)

Fonte: Divulgação

O que originalmente seria uma investigação sobre a baleia azul, levou o jornalista Craig Leeson a procurar apoio da mergulhadora Tanya Streeter e de um grupo de cientistas no mar para investigar as quantidades de plástico que cobrem o oceano. Assista no Youtube.


Uma rocha estranha (2018)

Fonte: Divulgação

Este documentário da National Geographic analisa os diferentes aspectos da vida na Terra através do olhar de astronautas que passaram longos períodos observando nosso planeta a partir do espaço. Dirigido pelo cineasta Darren Aronofsky e narrado por Will Smith.


Chernobyl (2019)

Fonte: Divulgação

A explosão do reator na usina nuclear soviética em Chernobyl (Ucrânia), em abril de 2006, revelou o perigo que esse tipo de eletricidade e fontes de energia representam para o planeta e as pessoas.

Esta série de ficção, elegantemente feita pela HBO, documenta o que realmente aconteceu e que tipo de negligência desencadeou um dos acidentes mais terríveis da história da humanidade, bem como o papel corajoso dos cientistas que desde o primeiro momento contradizem a versão oficial. Eles ajudaram a parar o desastre.


Sociedade de consumo (2019)

Esta série é sobre consumismo, a geração de lixo e os grandes desafios e riscos que isso gera na sociedade. Maquiagens falsas e prejudiciais, vaporizadores para fumar e móveis da Ikea em uma série de documentários de quatro capítulos disponível na Netflix.


O verdadeiro custo

Fonte: Divulgação

Este é um daqueles documentários que, focando no aspecto social das implicações da compra de uma peça de roupa ou de outra, eliminarão o desejo de comprar compulsivamente.

O meio ambiente é bastante afetado pela enorme quantidade de resíduos gerada pela indústria da moda e pelas emissões do próprio processo de fabricação.

Há mais e mais propostas de baixo custo que nos vendem a ideia de estar na moda a preços do riso, e não há mágica lá. Se é tão barato, é porque no processo alguém está recebendo menos dinheiro do que deveria receber? Existem marcas alternativas que, a preços razoáveis, oferecem roupas de qualidade, garantindo que os envolvidos em sua produção recebam um salário justo. Assista clicando aqui.


Jane

Quem nunca ouviu a história de Jane Goodall ? Neste documentário, podemos aprender mais sobre sua vida emocionante. Além do tema ambiental, através do material inédito descobrimos detalhes de sua vida pessoal.

Gostamos da maneira como Jane lidou com as dúvidas em seu ambiente, acreditou em si mesma e decidiu não ser secretária, mas fazer uma mudança profissional para ser o que ela queria ser. Ele tinha um ótimo trabalho pela frente, sem dúvida, pois não tinha conhecimento inicial.

Sua carta de apresentação era, afinal, que ele gostava de animais e que tinha a ilusão de realizar o projeto proposto. Ele teve que fazer grandes esforços para tornar seus sonhos realidade e colocar seu amor pela natureza em primeiro lugare sua vontade de investigar o que se esperava dela como mulher. Hoje é uma das figuras de conservação mais reconhecidas, admiradas e amadas.


 Extinção de Corrida (2015)

Há quatro anos, Louie Psihoyos denunciou uma realidade que só se intensificou: estamos causando a maior extinção de seres vivos desde o desaparecimento dos dinossauros

Para contar, o diretor aposta em um emocionante thriller de documentário próximo, onde os espectadores embarcam na aventura que pode salvar o planeta. Utilizando as tecnologias mais avançadas, este filme expõe o tráfico de espécies protegidas e provoca evidências da relação entre emissões de dióxido de carbono e extinção em massa de espécies.


 Um oceano de plástico ( A Plastic Ocean , 2013)

Esse está citado duas vezes ou são diferentes? Mesmo nome mas de anos diferentes? Se for regravação acho que vale citar, ou retirar um, enfim….

Oito milhões de toneladas de lixo acabam no oceano todos os anos. 80% desses resíduos são garrafas e sacolas plásticas, que constituem a principal ameaça à flora e fauna marinhas. Nesta rima, em 2050 haverá mais plástico do que peixe nos oceanos.

O documentário Ocean of Plastic  produzido em 20 regiões do mundo após quatro anos de pesquisa, revela o sério impacto que o lixo plástico tem nas águas marinhas. Disponível no Amazon Prime Vídeo.

50 Atitudes sustentáveis fáceis e práticas para você inserir no seu dia a dia!

Confira a nossa lista de dicas sustentáveis para inserir em seu dia a dia.

Quem ai gosta de dicas? Elas podem facilitar a nossa vida. Por isso, elaboramos uma lista com mais de 50 dicas que são bem simples para você inserir no seu dia a dia e ter uma vida mais sustentável.

Quando falamos em estilo sustentável muitos acham que é necessário uma rotina totalmente nova, mas alguns pequenos hábitos já podem tornar a sua vida e estilo mais sustentável.

Essa lista ajuda você a viver de maneira mais verde e feliz. Dividimos as ações em áreas que representam nossas vidas. Depois nos conte o que achou dessa lista!

E não se sinta obrigado a colocar tudo em prática, afinal são apenas dicas. Vamos para elas então? E comece aos poucos 🙂

Vida sustentável em casa

Confira essas dicas de sustentabilidade para a sua casa.
  • Use iluminação LED ou lâmpadas fluorescentes compactas em vez de iluminação incandescente, pois é comprovado que ela dura mais, o que reduz a necessidade de continuar comprando lâmpadas.
  • Coloque uma camada extra de roupa em vez de ligar o aquecimento.
  • Abra as persianas e use o máximo de luz natural possível antes de ligar as lâmpadas. Vocês todos aproveitam um pouco mais de sol 🙂
  • Desligue as luzes quando sair de uma sala. Não há motivos para deixar a casa toda com luzes acesas!
  • Instale torneiras de baixo consumo de água;
  • Pendure suas roupas molhadas em uma linha ou prateleira de secagem, em vez de usar um secador elétrico.
  • Lave suas roupas à mão, principalmente se você tiver apenas alguns itens para lavar. Não há necessidade de colocar poucas peças na máquina para lavar.
  • Comece a cronometrar seu tempo no banho.
  • Cultive suas próprias ervas, frutas e legumes, mesmo que sejam apenas alguns vasos pela casa, tudo isso ajuda!
  • Desligue seus dispositivos à noite, incluindo sua o wifi.
  • Obtenha um chuveiro que economize mais água.
  • Use fertilizantes orgânicos.
  • Compre papel higiênico reciclado com embalagem sem plástico. Em alguns mercados já podemos encontrar essa opção.
  • Sobre o assunto de banheiros, use papel de rascunho, jornal ou papel higiênico para coletar cocô de animal de estimação.

Rotina sustentável

Que tal andar mais de bicicleta?
  • Compre uma bicicleta em segunda mão e comece a usá-la para ir a qualquer lugar.
  • Suba as escadas em vez do elevador. Isso também funciona como um treino de perna.
  • Use transporte público. Também é uma excelente oportunidade para acompanhar a leitura e outras coisas que você não poderia fazer se estivesse dirigindo. Ouvir podcast é uma ótima maneira de passar o tempo, ou ler um livro.
  • Organize caronas para trabalhar, esportes, eventos e outras atividades. Existem alguns serviços onde você pode encontrar pessoas com quem se deslocar para viagens interestaduais.
  • Se disponível, use serviços de aluguel de bicicleta em sua cidade.
  • Se possível evite usar seu carro e adote uma vida livre de carros. Transporte público, uber são apenas algumas opções;
  • Ou então comece a pensar em veículos movidos a eletricidade.
  • Faça a separação coleta do lixo;

Compras sustentáveis

  • Não use sacolas plásticas, opte pelas de pano;
  • Compre seus produtos a granel nos mercados locais.
  • Evite comprar produtos embrulhados em plástico, opte por um saco de papel.
  • Pare de comprar água engarrafada! 
  • Faça compras em qualquer loja de alimentos a granel. Melhor ainda, leve seus próprios frascos.
  • Leve seus próprios sacos de papel ou um recipiente ao comprar pão fresco em uma padaria.
  • Verifique a embalagem dos produtos;
  • Compre de produtores locais;

 Moda sustentável

Brechós são uma boa aposta de moda sustentável.
  • Compre roupas de brechó sempre que possível.
  • Torne-se um minimalista. Temos um texto sobre minimalismo. Clique aqui para saber mais sobre essa filosofia de vida.
  • Invista em itens de melhor qualidade que duram mais. A moda lenta supera a moda rápida.
  • Apoie marcas de moda éticas e ambientalmente conscientes.
  • Aprenda a encontrar materiais sustentáveis ao fazer compras.
  • Reduza a frequência com que você lava suas roupas.
  • Adapte as roupas velhas como trapos ou doe para alguém, se não for mais possível usá-lo.
  • Adquira habilidades básicas de costura para remendar orifícios e costurar os botões novamente. Ou, então tenha o hábito de levar para costureira. 
  • Transforme roupas velhas em roupas novas. Por exemplo, um vestido que você não usa pode ser transformado em uma blusa ou em uma saia.
  • Compre em lojas de roupas sustentáveis ​​que oferecem serviços de reparo pós-compra.

Sem papel

  • Opte por receber cartas e avisos digitais.
  • Envie convites de festa eletrônicos.
  • Peça aos fornecedores para enviar um recibo por e-mail, em vez de imprimir um para você.
  • Use seu telefone, tablet ou computador para fazer anotações.

Escritório sustentável

  • Colete papel de rascunho em uma bandeja.
  • Desligue o computador antes de sair do trabalho.
  • Livre-se da sua impressora doméstica. Isso o incentivará a procurar uma impressora quando você absolutamente precisar.
  • Se puder vá a pé ao trabalho ou carona compartilhada;
  • Se você precisar de cartões de visita, use uma impressora ecológica.
  • Adicione plantas pequenas ao seu espaço de trabalho.
  • Sempre use impressão em frente e verso sempre que possível.

Para vida mais simples e feliz

Dicas práticas que pode adotar em sua vida.
  • Antes de comprar avalie se realmente precisa do produto ou está comprando apenas para agradar alguém;
  • Faça o aproveitamento da chuva. Temos um texto falando como fazer e funciona. E mais fácil do que você imagina.
  • Diminua o uso de descartáveis.
  • Faça a separação coleta do lixo.
  • Leia mais livros sobre sustentabilidade. Temos uma lista de livro. Clique aqui para ler.
  • Reduza o consumo de água na sua vida;
  • Diminua custos de limpeza, adotando produtos biodegradáveis e receitas caseiras.
  • Não descarte pilhas e baterias em lixo comum:

E então preparado para colocar essas dicas em práticas?