Dicas de como sair de casa sem produzir lixo

Continuando as nossas publicações a respeito do lixo zero, as dicas do texto de hoje é sobre como aplicar esse estilo de vida nas ruas. Seja nos restaurantes, bares, festas e afins, sempre haverá um canudo de plástico te aguardando, um copo de plástico para substituir o vidro, os talheres descartáveis que vem junto com a marmita e outro zilhão de coisas que não cabem aqui. Ou seja, ser lixo zero fora de casa é um super desafio.

Garbage Can, Waste, Waste Bins, Recycle Bin, Garbage
Ser lixo zero fora de casa é um super desafio, mas também bastante compensador.

Não bastassem os exemplos que demos, ainda é preciso levar em consideração os diversos plásticos que vão surgindo no nosso caminho de todas as formas. São as sacolas no supermercado, os saquinhos de plástico quando compra a granel, nos plásticos insulfilm que protegem os produtos da padaria e por aí vai. Enfim, é um mundo de lixo sendo gerado nas ruas e que é preciso saber driblar. E então, o que fazer?

Como ser lixo zero fora de casa

Com certeza, um dos maiores desafios de quem pratica o estilo de vida lixo zero é seguir seus valores fora de casa. Afinal, quem manda na nossa casa somos nós, então é muito mais fácil de impor novas regras e a elas se adaptar. O cerne da questão fica quando saímos dessa nossa bolha lixo zero e enfrentamos a realidade nas ruas. Aí, meus amigos, o B.O. é muito maior!

Assim como qualquer outra restrição com que a pessoa convive , quem vive o lixo zero à risca, tem sim que se planejar ao sair de casa. Então, ter uma eco bag em mãos com alguns itens indispensáveis é mais que fundamental – é quase uma questão de sobrevivência! Você, sem dúvidas, carregará um pesinho a mais no seu dia-a-dia, mas isso é muito melhor do que carregar o peso nas costas de saber que está deixando um mundo pior para as próximas gerações.

Children, Siblings, Brother, Sister, Love, Child
Adotar o estilo de vida lixo zero é se preocupar com o mundo que deixaremos para as gerações futuras.

Para saber mais como ser lixo zero fora de casa, confira as nossas próximas dicas! Anote tudo, prepara-se e planeje-se. Com certeza, cada minutinho dedicado a esse seu novo comportamento terá um impacto gigantesco no meio-ambiente. Fazer sua parte nunca foi tão legal!

Mas antes, confira nossas outras dicas a respeito do assunto. Não tenha dúvidas de que todas as informações aqui reunidas farão com que você fique completamente inteirado no tema lixo zero.

1 – Eco bag

O básico do básico para quem quer ser lixo zero fora de casa é ter sempre consigo uma eco bag. Isso porque elas evitam que você fique sujeito a pegar uma sacola de plástico em suas compras. Se parar para refletir, vai ver que diversas vezes esteve na rua e comprou algo que estava faltando em sua casa ou adquiriu por puro impulso mesmo. Numa hora dessas, se você não tiver uma eco bag na mão, ficará à mercê das sacolas dadas pelos estabelecimentos.

Fruit, Harvest, Apple, Plum, Blackberry, Autumn, Fruits
Eco bag é a melhor amiga para quem quer ser lixo zero fora de casa

2 – Kit lixo zero fora de casa

Se tiver o costume de ir a um restaurante ou pedir refeições para entregar, uma das coisas mais essenciais para você é ter um kit de sobrevivência. Ele nada mais é do que um estojo em que contém alguns itens indispensáveis, tais quais o copo sanfonado retrátil, talheres, canudinhos de inox ou biodegradáveis e até guardanapo de pano. E, é claro, nunca se esqueça de avisar ao estabelecimento de que você não precisa dos itens descartáveis que ele sempre oferece.

3 – Compre a granel

Outro ponto em que é dificílimo ser lixo zero fora de casa é a questão da compra do supermercado. Se você reparar, praticamente todos os industrializados estão embalados com saco plástico. Aí, não tem jeito. A solução mesmo é mudar um pouco o estilo de fazer suas compras. Priorize feiras – e sempre leve sua eco bag e diga não às sacolas de plástico que os feirantes insistem em te dar – e faça compras a granel.

Food, Legumes, Baskets, Market, Oil, Organic, Healthy
Ao comprar a granel, leve sempre seus potes com você e diga não aos saquinhos de plástico.

No caso das compras a granel, tem outro detalhe importantíssimo a se falar. Em todas as vezes em que você for à uma loja especializada nesse tipo de produto, leve seus próprios potes. Isso porque o comum é colocar as leguminosas, castanhas, temperos e afins sempre em saquinhos de plástico. Levando seu próprio recipiente, você evita esse tipo de embalagem e faz um bem enorme ao meio-ambiente.

4 – Prefira os alumínios a outros materiais

Seja o Ano Novo, o Carnaval, uma festa aqui ou outra dali – sempre haverá bebidas e sempre haverá muito lixo gerado por consequência. No entanto, você não quer deixar de beber, o que é muito justo. E aí, o que fazer nesse caso? Simples! Basta priorizar bebidas enlatadas! O Brasil recicla, em média, 95% do alumínio consumido, sendo o maior reciclador do mundo. Não entraremos no mérito de que isso envolve mais uma questão social do que qualquer outra coisa, mas, querendo ou não, é um ótimo dado. Então, já sabe: sempre opte pelas bebidas enlatadas!

5 – Priorize estabelecimentos com os mesmos valores que o seu

Você está seguindo todo o caminho correto de como ser lixo zero fora de casa, mas já parou para pensar nos estabelecimentos em que você consome e, querendo ou não, financia?! Pois é, toda vez que optar por uma empresa, você está incentivando o seu comportamento atual. Afinal, enquanto houver consumidores, a empresa entenderá o recado como “ok, podemos continuar assim que está tudo certo”. Mas e se não tiver?

Por isso, é fundamental que você conheça bem os estabelecimentos que consome. Dê sempre preferência aos comerciantes locais, aos autônomos, enfim, aos pequenos empreendedores. Muito provavelmente, eles geram muito menos lixo no mundo do que grandes corporativas. Além disso, você está apoiando aquela pessoa que, a muito custo, luta para se manter no mercado. 

Coffee Shop, Barista, Cafe, Worker, Coffee, Man, Adult
Priorize os estabelecimentos que possuem os mesmos valores ou de pequenos empreendedores.

Prontinho! As 5 dicas essenciais para você ser lixo zero fora de casa foram dadas! Agora, se tiver mais dicas para compartilhar, não deixe de comentar nesse nosso texto. Até mais!

Empresa sustentável: como tornar seu negócio amigo do meio ambiente

Não há como negar: a palavra sustentabilidade está cada vez mais em alta e, com ela, o conceito de empresa sustentável também. Isso porque o consenso comum acredita fielmente que o maior inimigo da natureza não é o homem, embora seja um vilão às alturas, mas sim as empresas que possuem práticas pouco amigas do meio-ambiente. Se você é um empreendedor, venha saber mais sobre tornar seu negócio mais sustentável.

empresa sustentável
Empresa sustentável: seu negócio amigo do meio-ambiente

O que é a sustentabilidade e como ela atinge a sua empresa

Para você ter uma empresa sustentável, é fundamental que você entenda de uma vez por todas o que é o conceito de sustentabilidade. Não, ele não significa apenas proteção ao meio-ambiente, tá? O termo vai muito mais a fundo do que isso.

O significado da sustentabilidade refere-se à definição do relatório de Brundtland, criado em 1987. Nele, afirma-se que o “desenvolvimento sustentável é aquele que atende as necessidades das gerações atuais sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atenderem às suas necessidades e aspirações”. Ou seja, é perpetuar o que temos hoje, sem que isso signifique nos prejudicar quaisquer das gerações, tanto a atual como a futura.

Pessoas, Homem, Adulto, Mãos, Criança, Pai, Paternidade
Desenvolvimento sustentável é perpetuar o que temos hoje, não prejudicando a geração atual e nem a futura.

Além deste conceito, há, ainda, o tripé da sustentabilidade, mais conhecido como triple bottom line. Criada pelo sociólogo e consultor britânico John Elkington (2012), esta teoria afirma que que, para ser uma empresa sustentável, é fundamental que se busque um equilíbrio dinâmico entre as dimensões econômica, social e ambiental.

Ou seja, você, empreender, deve ficar ligado quanto ao conceito de triple bottom line, pois é a partir dele que deverá guiar a missão e a visão de seu negócio. Perceba que o tripé não fala só dos impactos causados no meio-ambiente, mas também como dos impactos sociais e financeiros. Afinal, para uma empresa ser sustentável, ela precisa lucrar e manter-se de pé ao longo dos anos, não é mesmo? Mas veja que isso não significa ter que bater de frente com a natureza e nem com a comunidade local.

E como tornar seu negócio em uma empresa sustentável?

Com pequenos gestos, já é possível tornar seu negócio em uma empresa sustentável. Atitudes simples como redução de resíduos ou mudança da fonte de energia para uma renovável, como solar, por exemplo, já diminuem os impactos ambientais.

Arboreto, Salt Lake City, Utah, Árvores, Dentro De
Com pequenos gestos, já é possível tornar seu negócio em uma empresa sustentável.

Se você não sabe por onde começar, nós iremos te dar algumas dicas. Mas antes é importante falar que, embora o esforço pode parecer em vão para muitos empreendedores que só pensam em lucrar, ter uma empresa sustentável, além de gerar reflexos na parte financeira, ajuda a construir uma imagem positiva no mercado.

E aí, agora não tem mais desculpa de não tornar seu negócio mais amigo do meio ambiente, não é mesmo?! Então, simbora para as dicas! Muitas delas podem ser colocadas em prática ainda hoje.

1. Crie uma campanha de conscientização na sua empresa sustentável sobre o lixo zero

Uma prática bem fácil para se colocar em prática é justamente essa: campanha de conscientização quanto ao lixo zero. Se você não sabe o que se trata, recomendamos que leia esse texto aqui que destrinchamos bem o assunto. Mas, basicamente, é isso: incentive seus colaboradores a serem seu kit lixo zero, levando itens que podem ser reaproveitados e não descartados.

Incentive seus colabores a terem seu kit lixo zero

2. Troque o material plástico utilizado por sua empresa por um biodegradável.

Outro assunto que já discutimos bem nesse texto aqui, mas, para reforçar, o plástico está longe de ser um amigo do meio-ambiente, Então, você, que deseja tornar seu negócio em uma empresa sustentável, é importante reduzir ao máximo esse material.

Se você vende produtos, que tal trocar a embalagem de plástico tradicional por uma biodegradável, que em poucos meses não existirá mais na natureza? Ou, então, se você é um comerciante, como dono de um bar ou de restaurante, por exemplo, que tal apoiar empresas que fornecem materiais do bem, como é o caso da GreenFrog, fornecedora de canudos biodegradáveis?! Atitudes simples como essas já causam impactos super positivos ao meio-ambiente.

3. Use luzes fluorescentes em sua empresas sustentável

Uma dica bem basicona e que há muito tempo é falado é sobre usar luzes fluorescentes. Nesse caso, por exemplo, sua empresa sustentável não será amiga só da natureza, como também do seu bolso. Isso porque as lâmpadas de LED possuem uma vida útil dez vezes maior do que as comuns e não têm o mesmo impacto no meio ambiente. Melhor escolha, não é mesmo?!

Luzes fluorescentes são amigas do meio-ambiente e do bolso

4. Troque a fonte de sua energia

Outra dica que também é bastante discutida é sobre a fonte de energia utilizada. Embora o investimento seja alto no início, para quem pensa tem um negócio a longo prazo, é importante refletir sobre o uso de energia elétrica e optar por uma de fonte renovável, como solar. Com certeza, seu investimento valerá cada centavo tanto em termos financeiros, como ambientais.

5. Contrate mão-de-obra local para ser uma empresa sustentável completa

Como falamos acima, o conceito do tripé da sustentabilidade não diz respeito somente ao meio-ambiente, mas também ao financeiro e ao social. Então, se você quer ter uma empresa sustentável e ela não está localizada em grandes centros urbanos, que tal contratar a mão-de-obra local? Além de estimular a economia da região, a comunidade olhará com bons olhos para a sua empresa. E se o fator conhecimento for um empecilho, treine seus colaboradores – todos sairão ganhando com esse troca-troca!

Negócios, Negócio, Laptop, Trabalhando, Rede
Contratar mão-de-obra local tem tudo a ver com a sustentabilidade social.

E aí, gostou das dicas, empreendedor? Como dissemos, deu para perceber que as dicas são bem simples e básicas, sendo possível de serem colocadas em prática ainda hoje ou em um curto espaço de tempo.

Então, não deixe para depois o que pode ser feito agora. Sua empresa sustentável agradece – assim como a natureza, a comunidade local e seu bolso!