Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável

Cuidar do planeta é responsabilidade de todos, e hoje queremos falar com você sobre a sustentabilidade ambiental em nossas casas. Sim, com pequenos gestos diários, podemos reduzir muito nosso impacto no meio ambiente e, a longo prazo, isso pode se traduzir em economia de energia e de recursos consideráveis.

A preocupação com o meio ambiente e as consequências provenientes da mudança climática transformaram a consciência da sociedade mundial, resgatando a “consciência verde” e implementando medidas sustentáveis em áreas como indústria, economia e até habitação.

Qualquer um pode cuidar do planeta a partir de sua própria casa, sem a necessidade de grandes reformas, mas com pequenos gestos e mudanças na rotina. Vamos então as nossas dicas sustentáveis:

 

1- GERAR A MAIS BAIXA QUANTIDADE DE RESÍDUOS.

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Tentar criar a menor quantidade de resíduos possível é um dos passos mais importantes em uma casa ecológica. Um bom método para gerar menos desperdício e fazer mais uso de cada uma das sacolas é compactar o lixo.

Podemos comprimir os resíduos para que ocupem menos espaço. Nesse caso, para o lixo orgânico é indicado o uso de composteiras. E optar pelas sacolas de pano reciclável ao invés de usar as de plástico.

2- RECICLAR O QUE NÃO PODEM TER OUTRO USO.

Se tivermos vidro, plástico ou outros materiais que não possam ter uma segunda vida, teremos que reciclá-los. Uma boa maneira de reciclar é ter um espaço para isso, ter um local específico onde o lixo seja separado e organizado de acordo com se é orgânico, plástico, papelão ou vidro.

Assim, nos acostumaremos com o trabalho de reciclagem e, naturalmente, faremos isso diariamente. Tornar esse espaço atraente e confortável também facilitará a reciclagem e a conscientização.

3- COMPRE ALIMENTOS MAIS ECOLÓGICOS E NOS MERCADOS DO SEU BAIRRO.

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

O simples ato de comprar alimentos orgânicos e a granel já é um avanço para o consumidor. Além disso, você estará apostando em uma dieta mais saudável e de qualidade. Esse tipo de alimento orgânico é muito mais ecológico e não sofreu modificações genéticas.

Outro fato a ser lembrado é que muitos dos produtos que consumimos em supermercados estão diretamente relacionados à exploração de pessoas. Portanto, é uma boa alternativa comprar certos itens do comércio local, quando isso é possível. Compre também produtos sazonais nos mercados do seu bairro.

4- EVITE USAR E ELIMINAR DISPOSITIVOS

Usar guardanapos de pano nos impedirá de desperdiçar ou contaminar com os guardanapos de papel típicos com os quais estamos acostumados. Os guardanapos de pano também são muito confortáveis, estéticos e completamente ecológicos, além de muito mais agradáveis ​​que os de papel.

O mesmo vale para talheres, copos plásticos ou as sacolas que usamos para transportar lanches ou almoços. É muito fácil ficar sem eles e encontrar uma solução ecológica durável.

5- EVITE O PLÁSTICO

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Atualmente, é um pouco complicado adquirir muitas coisas sem embalagem plástica, mas não é impossível. Sempre que pudermos teremos de evitar os recipientes de plástico. Tente não comprar sacolas plásticas desnecessárias e, se houver alguma em casa, use-as bem e não coloque ela diretamente no lixo.

7.Consciência verde nos fogões

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Ajudar o planeta pode ser até cozinhado. Use a panela de pressão sempre que possível, pois ela consome metade do gás. E não abra o forno quando estiver sendo usado, pois reduz a temperatura dentro dele em cerca de 20ºC; e aproveite o calor residual da placa e do fogo, desligando-o alguns minutos antes que a comida esteja pronta.

Para a máquina de lavar, é importante lembrar que a água fria é a maneira menos prejudicial para o meio ambiente, enquanto o secador é melhor evitar a todo custo.

8.Boas janelas são um investimento para o futuro

Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Investir em boas janelas também ajuda. Uma dica é optar por boas janelas de PVC. O melhor sistema de abertura para garantir um bom isolamento é o praticável (também chamado de dobragem). Sem brincadeira, com boas janelas, as perdas de energia que ocorrem através da janela podem ser reduzidas em até 70%.

Instalar boas janelas não pode ser considerado uma despesa como tal, mas sim um investimento a médio e longo prazo, pois, graças a elas, economizaremos muito dinheiro em nossa conta de energia e obteremos conforto e bem-estar.

9.Instale painéis solares fotovoltaicos:

A energia solar é uma fonte de energia limpa e renovável. Os painéis solares são uma tecnologia emergente para pessoas que desejam usar a energia natural do sol.

Os painéis solares podem ser caros no começo, mas agora existem preços muito competitivos. As economias de longo prazo que eles podem gerar no seu bolso são impressionantes.

A localização da sua casa e a maneira como os painéis solares são construídos podem determinar quanta energia você pode obter.

  1. Instale sistemas de captação de água da chuva
Dicas sustentáveis
Dicas sustentáveis para deixar a casa mais agradável – Foto Pixabay

Ao construir ou reformar sua casa, instale um coletor de água da chuva nos telhados e guarde-o em um tanque. A água coletada pode ser usada para outros fins, como banheiros e sistemas de irrigação.

  1. Iluminação LED:

As lâmpadas LED consomem menos energia e duram mais do que as lâmpadas incandescentes tradicionais e até lâmpadas eficientes em termos energéticos . Eles oferecem economia significativa de custos a longo prazo, o que pode ser ideal para sua nova casa ecológica.

  1. Acessórios para economizar água:

Torneiras com perlizadores

são alguns dos acessórios que você deve levar em consideração para ter uma casa sustentável, pois esses acessórios ajudam a economizar água. 

Economia circular: entenda o que é e como funciona

Promover a transição para uma economia circular como alternativa ao atual modelo econômico linear. Mas o que exatamente é a economia circular? Quais são as razões e vantagens que impulsionam essa mudança?

O atual modelo de produção e gestão de recursos, bens e serviços que busca promover o consumo no curto prazo está colocando o planeta em uma situação insustentável.

O que é economia circular?

Um termo já vem alguns anos ganhando destaque: economia circular. Economia circular é uma expressão usada para se referir a uma economia capaz de se regenerar. Na natureza, não há lixo ou aterros sanitários: todos os elementos cumprem uma função continuamente e são reutilizados para uso em diferentes estágios

Na realidade, não estamos falando de nada de novo, pois a economia circular nada mais é do que imitar os processos que ocorrem naturalmente em nosso planeta: matéria e energia são continuamente transformadas e não há resíduos como tais, pois o que para um componente do sistema é desperdício; para outro, pode ser matéria-prima.

Existem muitos exemplos na natureza como ciclos biogeoquímicos ou processo de decomposição de folhas caídas de árvores que acabam devolvendo nutrientes e matéria orgânica à terra.

Por que optar pela economia circular?

 

Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

 Tomando como exemplo o modelo cíclico da natureza, a economia circular é apresentada como um sistema de uso de recursos onde prevalece a redução dos elementos. E não é nada muito radical.

Por exemplo, minimizar a produção ao mínimo necessário e, quando for necessário usar o produto, apostar na reutilização dos elementos que, devido às suas propriedades, não podem retornar ao ambiente.

Em outras palavras, a economia circular defende o uso dos materiais mais biodegradáveis possíveis na fabricação de bens de consumo – nutrientes biológicos – para que eles possam retornar à natureza sem causar danos ao meio ambiente, esgotando sua vida útil.

Nos casos em que não é possível usar materiais ecologicamente corretos – nutrientes técnicos: componentes eletrônicos, metais, baterias … – o objetivo será facilitar um simples desacoplamento para proporcionar uma nova vida, reincorporando-os ao ciclo de produção e compondo uma nova peça. Quando isso não for possível, será reciclado de maneira ecológica.

Economia circular: Por que empresas estão adotando?

 Diferentemente de outros modelos econômicos em que o aspecto econômico prevalece sobre o social ou ambiental, a economia circular representa uma melhoria comum substancial para empresas e consumidores.

As empresas que implementaram esse sistema estão provando que reutilizar recursos é muito mais lucrativo do que criá-los do zero. Como consequência, os preços de produção são reduzidos, diminuindo o preço de venda, beneficiando assim o consumidor; não apenas economicamente, mas também social e ambientalmente.

Por isso é que a economia circular traz inúmeras vantagens. Aqui estão algumas:

  • As empresas que partem dos princípios da economia circular reduzem seus custos de produção porque, entre outras coisas, menos matérias-primas são usadas.
  • A diminuição no uso de matérias-primas protege o meio ambiente e está comprometida com a sustentabilidade.
  • Ao reduzir os custos de produção, o preço dos produtos também é reduzido e a pessoa que consome também economiza e contribui para o cuidado do meio ambiente natural.

Alguns exemplos práticos ajudam a exemplificar a economia circular.

  • Garrafas que se transformam em tapetes e painéis de carro. A reciclagem é uma das bases da economia circular. Cada vez mais empresas estão dedicadas à reciclagem de garrafas de PET após consumo e as transformam em diversos produtos, como esteiras e painéis de instrumentos para automóveis ou embalagem.
Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

Pneus que se transformam em sapatos. Outro exemplo é o aproveitamento de pneus para fabricar diversos produtos, como sapato, por exemplo. 

  • Construção sustentável de casas e escritórios. Há também empresas que constroem casas e escritórios a partir de módulos de madeira fresada que duram a vida inteira.
  • Decoração com resíduos eletrônicos e plásticos. Algumas empresas que estão aproveitando dispositivos eletrônicos ou produtos de construção para auxiliar na decoração.

Em que princípios se baseia a economia circular?

Economia circular
Economia circular: o que é e vários exemplos Foto – Pixabay

Para entender a importância da economia circular, devemos primeiro considerar alguns dos problemas que a humanidade está enfrentando agora.

Uma das questões mais relevantes desses anos é certamente o superaquecimento da atmosfera causado pelo CO2 emitido principalmente para produção de energia, atividade industrial e transporte.  Por isso, a importância da economia circular.

Para implementar essa transformação ecológica, será essencial revisar as várias etapas da produção. A adoção de um modelo de economia circular significa revisar os mecanismos de criação do produto, desde o design, a produção e o consumo, até o final do ciclo de vida do produto, com vistas a economizar recursos, energia e perdas.

O que é jogado fora no decorrer da vida cotidiana ou na realização de atividades industriais terá que ser reinserido no ciclo de produção. Como já acontece na natureza, tudo deve poder ser reutilizado e regenerado. Os resíduos devem ser transformados em uma segunda matéria-prima

Isolamento térmico ecológico e natural para uso doméstico: economia e redução do consumo de energia

Existem diversas maneiras de inserirmos a sustentabilidade em nosso ambiente. Uma delas pode ser por meio do isolamento térmico. Com a utilização de materiais naturais ele é capaz de reduzir o consumo de energia, reduzindo os custos de ar-condicionado e protegendo sua saúde e a de sua família.

Os materiais que são usados como isolamento térmico não são vistos, mas certamente devem ser um dos componentes mais importantes de uma casa. Vamos falar sobre eles.

O que é isolamento térmico?

Fonte: Regional Telhas

Uma das maneiras de reduzir nosso papel na poluição, no aquecimento global e no uso de recursos é precisamente reduzindo o máximo possível as fontes de energia de que precisamos.

O isolamento térmico não é apenas encontrado nas paredes de uma casa, mas também no teto e, em alguns casos, no chão. Assim, os materiais de isolamento ecológico conferem o futuro do isolamento.

Dessa forma, oferecem altos coeficientes de isolamento garantindo processos de fabricação totalmente ecológicos, eles representam um setor em expansão na construção.

As opções naturais proporcionam maior conforto e são menos agressivas com o meio ambiente, pois evitam emissões poluentes durante o uso e após a vida útil do edifício. Também é recomendado o isolamento renovável e reciclado, pois eles têm um menor impacto ambiental.

Uma das maneiras mais eficazes é usar isoladores para aproveitar ao máximo a energia e desperdiçar o mínimo.

Os materiais isolantes que são usados na bioconstrução são sustentáveis ​​e duráveis, provêm de fontes naturais, além de serem biodegradáveis ​​e contribuindo pouco para a deterioração ambiental quando provêm de fontes confiáveis.

Os principais isolantes utilizados na arquitetura sustentável são vidro, cortiça, lã de ovelha, celulose, madeira, palha, linho, cânhamo, madeira, argila e fibra de coco. Estes são utilizados para isolar telhados, terraços, varandas, paredes e pisos.

Benefícios do isolamento térmico ecológico  

Fonte: Pixabay

O isolamento térmico ecológico é uma boa opção para optar por uma instalação de isolamento térmico para a sua casa, seja para parede, coberturas de isolamento térmico e solução mais amplamente utilizado, ou fachadas.

Abaixo, apresentamos os muitos benefícios do isolamento térmico ecológico:

  1. O isolamento térmico ecológico são biodegradáveis e ambientalmente amigáveis.
  2. A fabricação de isolamento térmico ecológico é barata em termos de energia, no entanto os isoladores tradicionais, como lã de rocha ou fibra de vidro, têm um custo de energia bastante alto, pois sua fabricação consiste em derreter o vidro a uma temperatura acima de 100 graus.
  3. Os isoladores térmicos orgânicos têm uma grande capacidade térmica, cerca de 3 vezes mais elevado do que o isolamento tradicional.
  4. Os isoladores térmicos ecológicos são de alta densidade e isso significa que eles também têm a função de isolamento acústico;
  5. Os isoladores térmicos ecológicos permitem que a casa ou o prédio transpire, causando correntes de ar herméticas. Eles são capazes de manter o ambiente fresco por várias horas.
  6. O isolamento térmico ecológico tem uma vida útil eterna, sua durabilidade é vitalícia. O calor tradicional de isolamento não duram enquanto o isolamento ecológico;
  7. Os isoladores térmicos ecológicos, além de possuírem propriedades isolantes, também absorvem a umidade, proporcionando maior conforto.
  8. O isolamento ecológico são a melhor escolha para casas mais sustentaveis porque eles não são tóxicos ou ter qualquer substância perigosa para a saúde das pessoas.

Por que construir uma casa ecológica com isolamento natural?

Fonte: Pixabay

Uma casa ecológica é uma construção que respeita o meio ambiente, construída com materiais naturais e que aproveita ao máximo os recursos naturais do sol e da terra para alcançar o conforto de seus habitantes.

É uma casa com um consumo muito baixo, tanto no seu uso diário como na sua construção. Por esse motivo, é usado isolamento natural para uma casa ecológica, uma vez que é necessária pouca energia para fabricá-los e são materiais naturais que requerem um processo de transformação simples.

Da mesma forma, como o isolamento, o restante dos materiais de construção da casa também será natural e ecológico.

O isolamento é o processo em que os materiais são aplicados nos elementos de construção para limite e optimizar a transmissão de calor e frio espaços entre. Assim, a primeira medida é mais barato e mais eficaz para a casa de poupança de energia.

O isolamento é um elemento essencial para a economia que melhora substancialmente o conforto. Há empresas que trabalham e comercializam como isolamento natural, ecológico e de alta qualidade, onde fibras de madeira, fibras de celulose, isolamento de cotão etc. são especialmente relevantes, e que também contribuem para o isolamento acústico.

Atualmente, existem muitas soluções oferecidas pelo mercado, mas a qualidade dos materiais e sua instalação são essenciais para alcançar um bom nível de isolamento, seja térmico ou acústico. Uma má decisão pode levar a problemas que afetarão o bem-estar e o bolso a curto, médio e longo prazo.