Como funcionam os sistemas agroflorestais?

Os sistemas de produção agroflorestal combinam culturas agrícolas com florestas ou árvores frutíferas.  Vamos falar mais sobre os sistemas agroflorestais nesse texto.

Esses sistemas são caracterizados pelo manejo e integração de culturas, árvores e gado no mesmo terreno. Isso pode incluir florestas nativas existentes e / ou estabelecidas por seus proprietários.

O que são sistemas agroflorestais?

sistemas agroflorestais
Como funcionam os sistemas agroflorestais? Foto – Pixabay

Os sistemas agroflorestais derivam de uma concepção ecológica dos sistemas agrícolas, entendendo a ecologia como uma das três principais ciências que lidam com o uso da terra, juntamente com a agricultura e a silvicultura.

Os sistemas agroflorestais nos últimos anos têm sido amplamente aceitos em muitos países, graças à sua alta adaptabilidade a diferentes climas.

Em alguns países constituem uma alternativa muito viável para o ambiente rural, a fim de atender de forma sustentável às necessidades básicas de alimentação animal e condições de vida da população, através de diferentes formas de adoção, de acordo com as características da área onde estão implantadas.

Os efeitos que foram apresentados, em geral, os recursos naturais e a atual crise econômica e social que vários países estão enfrentando, aumentaram o interesse em ter um desenvolvimento acelerado e sustentável da agricultura, uma vez que isso só poderia ser alcançado na medida em que as estratégias utilizadas na produção andam de mãos dadas com um uso mais racional do ecossistema.

Nesse contexto, considerar a atividade agrícola como um todo, sistemas agroflorestais constituirá uma abordagem válida e necessária em pesquisas e treinamentos futuros de produtores para promover o desenvolvimento da pecuária nos trópicos.

BENEFÍCIOS PRÁTICOS PARA OS AGRICULTORES

  • Evitar a degradação do solo
  • Reduz a incidência de pragas que ocorrem em monoculturas
  • Diversificar e aumentar a produção
  • Melhora a fertilidade
  • Aumenta a retenção de umidade
  • Reduz ervas daninhas
  • Produz lenha como fonte de energia

BENEFÍCIOS AMBIENTAIS

  • Promove a intensificação e diversificação produtiva que permite a estabilização agrícola
  • Restaura áreas degradadas
  • Armazena carbono
  • Mantém o ciclo de nutrientes
  • Promove a diversidade de espécies, incluindo insetos benéficos
  • Reduz a erosão pela água e pelo vento
  • Melhora a qualidade do solo
  • Microclima mais estável

10 PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DA AGROFLORESTAÇÃO

  1. Maior produtividade agrícola
  2. Reduzindo a fome e a pobreza
  3. Empoderamento das mulheres
  4. Apoiando a biodiversidade
  5. Solos enriquecidos e disponibilidade de água
  6. Controle de pragas
  7. Combater o aquecimento global
  8. Resiliência e regulação do microclima
  9. Recreação e saúde
  10. Bem-estar animal e qualidade da carne

A HISTÓRIA DA AGROFLORESTAÇÃO

  • Uma prática antiga
  • Uma solução para deficiências agrícolas
  • O potencial não explorado da agrossilvicultura

O que é isso

sistemas agroflorestais
Como funcionam os sistemas agroflorestais?Foto – Pixabay

Inspirada na natureza, a Agrofloresta Regenerativa é um sistema de cultivo que mescla árvores e agricultura (lavouras ou gado). Todos esses elementos diferentes se complementam. Isso leva a uma maior resiliência, maior biodiversidade e um uso mais produtivo, rentável e ecológico da terra, em comparação com um sistema de monocultura.

Muitos de nós conhecemos florestas e terras agrícolas como duas coisas separadas. Isso não precisa ser o caso. Na agrossilvicultura (agricultura + silvicultura), essas duas maneiras de usar a terra são reunidas. Simplesmente falando, isso significa que árvores, arbustos ou bambus – os chamados perenes lenhosos – são combinados com culturas e / ou animais no mesmo terreno.

Essa integração traz muitos benefícios ecológicos e econômicos e fornece uma maneira alternativa de produzir alimentos, madeira, biomassa, carne e muitos outros produtos.

Os sistemas agroflorestais também se adaptam melhor à variabilidade climática, melhorando assim a capacidade de produção. Por exemplo, os sistemas agroflorestais de café revelaram que as safras cultivadas sob forte sombra são mantidas mais frescas e perdem menos água com a evaporação e transpiração do solo.

Saiba mais sobre as agroflorestas:

  1. Podem controlar o escoamento superficial e a erosão do solo, reduzindo assim as perdas de água, material do solo, matéria orgânica e nutrientes.
  2. Manter a matéria orgânica e a atividade biológica do solo em níveis satisfatórios para a fertilidade do solo. Isso depende de uma proporção adequada de árvores no sistema – normalmente pelo menos 20% de cobertura de copa das árvores para manter a matéria orgânica nos sistemas como um todo.
  3. Ajudam a manter propriedades físicas do solo mais favoráveis que a agricultura, através da manutenção da matéria orgânica e dos efeitos das raízes das árvores.
  4. Podem levar a um ciclo mais fechado de nutrientes do que a agricultura e, portanto, a um uso mais eficiente dos nutrientes. Isso é verdade em um grau impressionante para os sistemas florestais de jardinagem / agricultura.
  5. Ajuda a verificar o desenvolvimento de toxicidade do solo ou reduzir as toxicidades existentes – a acidificação e a salinização do solo podem ser verificadas e as árvores podem ser empregadas na recuperação de solos poluídos.
  6. Utilizam a energia solar com mais eficiência do que os sistemas monoculturais, contribuindo com diferentes plantas de altura, formato e alinhamento de folhas.
  7. Podem levar à redução de pragas de insetos e doenças associadas.
  8. Eles podem ser empregados para recuperar terras erodidas e degradadas.
  9. Pode aumentar a disponibilidade de água no solo para os sistemas de uso da terra. Nas regiões secas, porém, a competição entre árvores e culturas é um grande problema.
  10. Árvores e arbustos fixadores de nitrogênio podem aumentar substancialmente os insumos de nitrogênio nos sistemas agroflorestais.
  11. As árvores provavelmente podem aumentar a entrada de nutrientes nos sistemas agroflorestais, recuperando-se de horizontes mais baixos do solo e resistindo às rochas.
  12. A decomposição de árvores e poda pode contribuir substancialmente para a manutenção da fertilidade do solo. A adição de podas de árvores de alta qualidade leva a um grande aumento no rendimento das culturas.