5 hábitos de estilo de vida sustentável para adotar em seu dia a dia

Fazemos escolhas em nossa vida que afetam direta ou indiretamente o meio ambiente de uma maneira ou de outra.

Por exemplo, fazer uma coleta diferenciada adequada de resíduos, desligar as luzes, mover-se de bicicleta representam ações diárias simples que, integradas ao cotidiano de muita gente podem fazer a diferença, e assim tornar a vida mais sustentável.

Então, confira alguns hábitos verdes para adotar e ter uma vida mais sustentável.

Estilo de vida mais sustentável

Ações cotidianas simples podem ser adotadas em casa ou até mesmo nas férias. Cada uma delas pode fazer a diferença em nosso cotidiano.

Aquecimento global, poluição do ar e do mar, desmatamento, redução drástica dos recursos energéticos: a lista de questões ambientais a serem tratadas com urgência é longa.

Mas de alguns anos para cá, a questão da sustentabilidade tem aumentado a consciência da população, revelando uma sensibilidade generalizada e, de certa forma, surpreendente.

São as gerações mais jovens que lideram esse movimento, com a geração Y já sendo rotulada como “geração verde”.

Os hábitos ecológicos não são apenas ecológicos, mas também economicamente benéficos.

Significa aproveitar ao máximo os recursos disponíveis, reutilizar, reconstruir e reciclar tudo o que pudermos.

Em nossa rotina cotidiana podemos adotar alguns hábitos ecológicos que podem facilmente economizar dinheiro e ajudar o meio ambiente ao mesmo tempo.

Não é preciso muito esforço para mudar para hábitos mais ecológicos. Todos nós podemos adotar alguns desses hábitos e ajudar a salvar o planeta.

Por exemplo, em vez de comprar alimentos comuns do mercado, poderíamos mudar para a compra de alimentos orgânicos. Existem muitas alternativas sustentáveis ​​no mercado para viabilizar uma mudança para produtos verdes. Confira mais alguns desses hábitos:

Hábitos de estilo mais sustentável para adotar

1.Caronas no transporte

Menos carros nas estradas e nas ruas sempre são iguais a menos pegada de carbono e menos ar tóxico para respirar.

Você pode optar por compartilhar com seus colegas de trabalho ou usar o transporte público, ou ainda usar aplicativos de transporte. Se você não está longe do trabalho, onde pode pedalar, essa é a melhor e mais saudável opção.

E o transporte também vale para viagens. As viagens aéreas, em particular, contribuem para as mudanças climáticas, assim como todos os veículos nas estradas em todo o mundo.

Sempre que você puder, ande de bicicleta ou use o transporte público para reduzir a poluição do ar e as emissões que contribuem para o aquecimento global. E quando é hora de sair de férias, a escolha de hotéis de propriedade local, restaurantes orgânicos e empresas ecológicas pode ajudar a minimizar sua presença em viagens.

2. Diminua o consumo de água mineral engarrafada

A água engarrafada desperdiça combustíveis fósseis nas embalagens e no transporte e, eventualmente, as garrafas plásticas acabam nos aterros e oceanos quando não reciclada.

Por isso, uma dica é levar uma garrafa não plástica com você sempre que estiver fora e continue enchendo a água de qualquer lugar possível, em vez de comprar uma garrafa de água plástica.

3. Diminua o plástico em sua vida diária

Plástico e isopor são materiais altamente poluentes e devem ser proibidos idealmente.

O plástico é a razão pela qual a vida marinha está morrendo todos os dias. Eles consomem uma enorme quantidade de plástico descartado no oceano e não conseguem sobreviver depois.

O plástico demora milhares de anos para se decompor por não terem propriedades biodegradáveis.

Definitivamente, podemos diminuir o plástico pensando em maneiras de substituí-lo. Por exemplo, leve um saco de pano de casa quando for comprar legumes ou mantimentos. Recuse sempre os sacos plásticos dos vendedores. Existem maneiras fáceis de substituir completamente o plástico da sua vida.

4. Escolha a produção própria 

Alimentos caseiros, sabonetes naturais, conservas, geleias, cremes para o corpo ou infusões, a autoprodução é uma das escolhas fundamentais para um estilo de vida mais sustentável.

Pense apenas nas emissões de CO2 de um carro   que podemos evitar ao renunciar a ir ao supermercado para escolher o que podemos produzir, ao transporte evitado para os produtores (que vem de lugares distantes) e as embalagens salvas.

Algumas vezes precisamos de apenas alguns ingredientes simples para produzir em casa o que precisamos.

5. Use objetos em segunda mão

Um smartphone, um vestido vintage, uma bicicleta velha. Alguns exemplo de objetos que podem ser de segunda mão.  Estamos em uma sociedade consumista: tendemos a jogar fora o que está quebrado e comprar uma nova.

Mas se a ajustarmos em vez de jogá-la fora? Os resíduos de frutas e vegetais podem se tornar adubo para o jardim, uma velha jaqueta de algodão pode virar um excelente pano. Sem esquecer que vários objetos podem ser comprados em segunda mão.

Se você puder incorporar esses hábitos em sua rotina diária estará no caminho de viver uma vida muito mais ecológica e ecologicamente correta.

Lições da Dinamarca para susten+tabilidade

Aqui no blog passamos diversas dicas sobre sustentabilidade que você pode incluir em seu dia a dia. No post de hoje vou falar de um país que é referência quando o assunto é sustentabilidade: a Dinamarca!

Dinamarca é exemplo para o mundo quando se fala de sustentabilidade.

De fato, quem vai a Dinamarca percebe e vê os hábitos eco-friendly das pessoas. Suas atitudes e estilo de vida. É algo que não fica na teoria. Mas toda essa conscientização já iniciou há muitos anos atrás.

A Dinamarca é famosa por ser uma das cidades mais sustentáveis do planeta, é também classificada como um dos países mais felizes para se viver no mundo, sendo considerada um modelo de sustentabilidade e consciência ambiental.

O que podemos aprender com a Dinamarca? Como se inspirar neste país e adotar algumas medidas aqui no Brasil? Confira no texto!

Dinamarca: um exemplo de preocupação com o meio ambiente

Copenhague, capital da Dinamarca é considerada uma das cidades com os mais altos padrões de qualidade de vida, devido ao seu interesse em promover espaços públicos e condições sociais como parte de suas prioridades. 

A Dinamarca é um país invejável: sua renda per capita é 30% maior que a da Espanha, por exemplo, tem bons índices de emprego, seus cidadãos estão em quase todos os rankings entre os mais felizes do mundo e também têm um sistema de aposentadoria robusto, como refletido no recente estudo do Melbourne Pension Index.

O sistema educacional dinamarquês dá igual importância aos seus alunos, que sabem ler e escrever sobre como valorizam e respeitam os outros.

A capital da Dinamarca, Copenhague, quer criar um vale europeu do silício para o desenvolvimento sustentável. Um investimento que em breve dará frutos. Mas há muitos anos tem investido fortemente em diversas práticas que ainda vão refletir no futuro. 

O plano de Copenhague para 2025

Segundo Jørgen Abildgaard, diretor do programa climático da cidade, de Copenhague, este quer fazer com que ela se torne a primeira cidade neutra em carbono em 2025. 

São cerca de 390 km de ciclovia que cobrem a capital da Dinamarca. Mas esse projeto já teve início em 1892 com a construção da primeira ciclovia da Dinamarca, localizada na Rua Esplanaden, em Copenhague.

Ou seja, um dos pilares para se inspirar na Dinamarca é o investimento na estrutura de ciclismo. As chamadas Cykelsupersti são longas ciclovias que ligam as áreas mais afastadas de Copenhague ao centro da capital dinamarquesa. 

Ciclismo: mais saudável, limpo e rápido

Andar de bicicleta faz parte da população da Dinamarca.

Como resultado, em grande parte da cidade o ciclismo é uma forma de transporte mais eficiente em todos os aspectos. 

Isso é reforçado em nível econômico, pois não faria sentido financeiro para a maioria dos habitantes da cidade possuir um carro e dirigir por Copenhague. 

Para praticamente todas as viagens pelo centro da cidade, andar de bicicleta é mais rápido que dirigir. 

Para viagens mais longas, o extenso sistema de transporte público da cidade geralmente é mais rápido que um carro. Combinado com custos muito altos de estacionamento na cidade para internalizar o alto custo de armazenamento de um veículo, o ciclismo é uma opção economicamente atraente.

Por fim, todos esses fatores penetram na verdadeira aceitação do ciclismo na sociedade dinamarquesa. Assim como dirigir é uma parte importante da cultura americana, o ciclismo faz parte da sociedade dinamarquesa. 

Crianças muito pequenas aprendem a andar de bicicleta, e famílias inteiras frequentemente viajam dessa maneira. Os professores vão de bicicleta para a escola. 

A aceitação social disso como um meio de transporte preferido fez com que os recém-chegados a Copenhague fiquem imersos nessa perspectiva sustentável até que ela se torne parte de sua natureza.

Noções de participação, diálogo, colaboração, responsabilidade social e distribuição de riqueza (ou valor compartilhado, para dar a ele seu apelido contemporâneo) – todos os temas em torno dos quais o movimento moderno da sustentabilidade é construído – são relativamente naturais para os dinamarqueses.

Plantação de árvores frutíferas na Dinamarca

A plantação de árvores frutíferas em parques e outros locais é uma das ações do governo.

Outra decisão para Copenhague foi o plantio de árvores frutíferas na cidade. O objetivo é que sejam plantadas árvores frutíferas em áreas públicas e parques. Elas serão plantadas em toda a cidade para oferecer à comunidade lanches saudáveis.

Consumo de alimentos orgânicos

As vendas de alimentos orgânicos estão estabelecendo novos recordes em todo o mundo, e a Dinamarca está na frente do campo. A Dinamarca, ano após ano, manteve uma posição como a nação líder mundial em orgânicos, conforme aponta diversos relatórios.

Os novos números da Statistics Denmark mostram a crescente popularidade de produtos orgânicos para os dinamarqueses nos últimos anos.

A Dinamarca quer ser referência na produção de alimentos orgânicos

O governo dinamarquês está trabalhando para aumentar drasticamente a oferta de alimentos orgânicos do país. A Dinamarca quer se tornar completamente orgânica “o mais rápido possível”.

Energia renovável na Dinamarca

A Dinamarca mostrou que, através de uma política energética persistente e ativa, é possível um crescimento sustentável. A promoção da eficiência energética e das energias renováveis permitiu alcançar um crescimento econômico sustentável. Os parques eólicos representaram 47% do consumo de energia na Dinamarca em 2019, conforme apontado pela Energinet no início de 2020.

Por esse motivo, a Dinamarca continuará focada na bioenergia nas próximas décadas, pois é um dos principais eixos da estratégia energética recentemente adotada pelo governo dinamarquês para tornar a Dinamarca o primeiro país independente de energia fóssil em 2050.

Outra ação do país é a aposta em energia renovável

A promoção da eficiência energética é realizada por meio de uma combinação de medidas destinadas à economia de energia de empresas e cidadãos. 

O governo aprovou códigos e aparelhos severos de construção, lançou campanhas para aumentar a economia de energia, adotou medidas para tornar o setor público um exemplo de eficiência energética e alcançou acordos voluntários com a indústria para economia de energia com base em auditorias energéticas.

Por esses motivos é que a Dinamarca é um exemplo a ser seguido. Diversas práticas e ações entre governo e população fazem da Dinamarca uma referência de país sustentável.

Transporte verde: 5 benefícios da bicicleta para o meio-ambiente e você

Em uma de nossas publicações, falamos sobre o transporte verde e as melhores opções sustentáveis de mobilidade urbana. Dentre elas, citamos a bike, que provavelmente é o transporte verde mais popular no Brasil. Além de ter um ótimo custo x benefício, é preciso reforçar a importância de aplicativos de mobilidade urbana, como a Yellow, que passaram a disponibilizar bicicletas próprias pelas ruas a um pequeno preço por minuto. Então, para se convencer de vez à ideia de usar a magrela no seu dia-a-dia, fizemos esse texto para você que fala justamente sobre os benefícios da bicicleta tanto para a sua vida e para o meio-ambiente.  

Os impactos negativos do uso do carro

Antes de citarmos os benefícios da bicicleta, é importante destacarmos os motivos de usá-la ou qualquer outro transporte verde no seu dia-a-dia. Sem falarmos sobre isso, o texto ficaria incompleto e é fundamental que saiba os impactos negativos do uso de um veículo próprio. Bora lá?!

Retrovisor, Trânsito, Carros, Estrada, Tráfego
Antes de citarmos os benefícios da bicicleta, é importante destacarmos os impactos negativos do uso de um veículo próprio.
  • De acordo com a doutora Evangelina Vormittag, especialista em patologia clínica e microbiologia, idealizadora e diretora presidente do Instituto Saúde e Sustentabilidade, houve, em 2011, 4.655 mortes na cidade de São Paulo por consequência de doenças cardiorrespiratórias e de câncer do pulmão, como resultado da poluição atmosférica, ou seja, de material particulado liberado principalmente pelos carros.
  • Só na cidade de São Paulo, os veículos são os responsáveis por 90% da emissão de poluentes, ocasionando em adoecimento e mortes, como já citados acima.
  • O uso excessivo do carro acarreta uma maior emissão de diversos poluentes ao meio ambiente, tais como: NO2, CO, SO2, hidrocarbonetos, material particulado. Além disso, nas cidades, os carros são responsáveis pela emissão de 40% de gases de efeito estufa, mais especificamente o CO2.
  • Alguns dos poluentes liberados pelo uso do carro podem ocasionar danos à vegetação, deterioração da visibilidade e a contaminação do solo e da água. Também pode haver a contaminação do solo e dos lençóis freáticos pelo vazamento de combustíveis em postos de abastecimento. 
  • Segundo o relatório “Perspectivas Ambientais para 2050: as consequências da inação, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico”, se não houver a implementação de novas medidas ou políticas em relação à poluição atmosférica, a qualidade do ar continuará a se deteriorar, até que por volta de 2050, a poluição por material particulado e ozônio será a principal causa de morte relacionada ao meio ambiente.
São, Túnel, Luzes, Carro, Transporte, Trem, Sp
A situação do carro é crítica tanto para o meio-ambiente como para a nossa saúde, sendo fundamental o uso do transporte verde para reverter essa questão.

Crítica a situação dos carros em relação ao meio-ambiente, não é mesmo?! Aliás, não só para o meio-ambiente, mas também para a nossa saúde como um todo. Então, que tal mudarmos de postura e comportamento e aderir de vez à ideia do transporte verde?!

Os benefícios da bicicleta: por que aderir ao uso da magrela?!

Tendo em vista tudo o que já falamos acima, os transportes verdes estão ganhando cada vez mais espaço e força nas grandes cidades. Dentre eles, a bicicleta deixou de ser apenas lazer e esporte para voltar a ser meio de transporte e, dessa forma, torna-se uma excelente alternativa de locomoção. E aí, que tal saber mais sobre os benefícios da bicicleta, hein?!

Pessoa, Homem, Masculino, Pendulares, Moto, Negócios
Os benefícios da bicicleta: o porquê de usar esse transporte verde no seu dia-a-dia.

1. Emissão zero de CO2

Como dissemos, os carros são responsáveis pela emissão de 40% de gases de efeito estufa, como o CO2, mas, ao optar pela bicicleta como transporte, você deixa de emitir qualquer um desses poluentes.

2. Economia financeira

Outro dos diversos benefícios da bicicleta é justamente o fato deste meio de transporte ser um ótimo aliado ao seu bolso. Além de não consumir gasolina, o que faz com que você reduza muito os seus gastos diários, o custo do investimento de comprar uma bicicleta é muito mais em conta do que de um veículo.

3. Chega de trânsito

Ok que andar de bicicleta normalmente demora mais do que ir aos lugares de carro, mas, quando houver aqueles trânsitos intransitáveis, você vai eternamente lhe agradecer por ter uma bike nas mãos.

Ponte, Carros, Transito, Trafego, Passeio, Trânsito
Ao optar em utilizar a bike como transporte para o seu dia-a-dia, você com certeza irá eternamente lhe agradecer por esta escolha ao se deparar com os trânsitos intransitáveis na hora do rush.

4. Mais saúde no seu dia-a-dia

Que exercícios físicos melhoram a saúde da gente, isso ninguém pode discordar. Então, que tal fazer aquele combo 2 por 1 e aproveitar o tempo do seu deslocamento para se exercitar andando de bike, hein?! Com certeza, esse é um dos grandes benefícios da bicicleta.

5. Menos lixo

Vocês sabem que nós somos apoiadores fiéis do lixo zero, né?! Afinal, o que não faltam no nosso blog são textos sobre o assunto, como esse aqui. Pois bem, a bicicleta, além de melhorar a qualidade de vida de toda a população, é feita com poucas peças e pouco material, sendo tudo facilmente reciclável. Perfeita, sem defeitos, não?!

6. Transforma a relação entre o indíviduo x ambiente

Com certeza, um dos benefícios da bicicleta que poucas pessoas levam em consideração, mas que é inegável, é a relação construída entre o indíviduo vs. o ambiente em que está. Andar de bicicleta aumenta a sensação de ser parte ativa da cidade – repare bem que os ciclistas, normalmente, possuem um comportamento ativista perante o lugar em que residem.

Além disso, ao optar pela bike, você precisa ficar mais atento onde está andando. Com isso, passa a explorar cada canto da cidade, notando cada detalhe que ela oferece. Ou seja, ao demandar a atenção dos ciclistas, faz com que eles estejam atentos à cidade que moram, o que é uma atitude transformadora! 

Ciclistas, Motociclistas, Bicicletas, Meninas, Mulheres
Os benefícios da bicicleta são infindáveis – basta você desapegar de vez da ideia do carro e se jogar de cabeça nesse novo tipo de mobilidade urbana.

Que tal, hein?! Ficou convencido dos benefícios da bicicleta?! Se sim, então não perca mais tempo e invista já na ideia. Pode ter certeza de que o meio-ambiente, assim como sua saúde e seu bolso, irão lhe agradecer para todo o sempre! E até o nosso próximo texto! Não deixem de nos acompanhar!

Transporte verde: as melhores opções sustentáveis de mobilidade urbana

Com a mudança comportamental da sociedade em relação ao uso de veículo próprio, vem surgindo uma nova alternativa de mobilidade urbana: o transporte verde. Nesse texto, traremos mais informações sobre o assunto e como ele pode ser a melhor opção para você, que procura ter uma vida mais em comunhão com o meio-ambiente.

A complicada relação do carro com o meio-ambiente e o transporte verde como solução

Que o carro é um grande poluidor do meio-ambiente, isso ninguém tem dúvidas. Mas o que poucos sabem é a dimensão do problema que ele ocasiona. Para se ter ideia, na cidade de São Paulo, os veículos representam em torno de 70% da emissão de gases de efeito estufa. Tem ideia de como isso é significado?! E o pior: um problema que poderia ser muito bem mitigado só com o uso de transporte verde…

Carros, Estrada, Nevoeiro, Poluição Atmosférica
Os carros são um dos maiores emissores de gases de efeito estufa e um péssimo amigo do meio-ambiente

A situação fica ainda mais crítica quando analisamos o comportamento da sociedade como um todo. Ter veículo próprio passou a ser sinônimo de status social. Somado a isso, temos o fato de que, muitas vezes, o transporte público não é eficaz, fazendo com que mais pessoas adquiram um carro próprio. Como resultado, temos veículos circulando com uma única pessoa, maximizando o potencial da emissão de poluentes.

Por sorte – e também por consciência – muitas pessoas passaram a ir na contramão do senso comum da sociedade e começaram a optar por alternativas mais sustentáveis. De olho nessa demanda, empresas começaram a oferecer opções de mobilidade urbana, as tão faladas transporte verde.

Transporte verde: uma solução para a sociedade atual

Se você é um morador de uma grande cidade ou já foi em uma, seja no Brasil ou no exterior, muito provavelmente já se deparou com algum tipo de transporte verde. Pois é! Talvez você não saiba, mas aquela bike de banco ou de aplicativo, em que o seu uso é pago por hora utilizada, é um exemplo do que estamos falando!

Menino, Criança, Parede, Patinete, Paris
Transporte verde: uma solução para a sociedade atual

Seja as bicicletas, patinetes ou, até mesmo, caronas compartilhadas, os meios mais sustentáveis de mobilidade urbana estão aí para quem quiser. Mas, diante de tantas opções, qual seria melhor para você?! Vamos falar um pouquinho mais a respeito de cada uma delas – e, no final do texto, saberá qual transporte verde você chamará de seu!

1. Bicicleta

É bem provável que a bicicleta seja o transporte verde mais popular no Brasil. Ela é um bem mais barato que um carro, precisa de pouquíssimas manutenções e, muitas vezes, é até fácil de guardar, como é o caso das bikes dobráveis. Ou seja, deveria ser a melhor amiga do homem!

No entanto, num país cuja segurança não é das melhores, como o nosso, a bicicleta enfrenta um sério problema em relação aos furtos, mas também em relação ao trânsito. Isso porque não são poucos os casos de acidente de bike que ocorrem nas ruas das grandes cidades.

Bicicleta, Moto, Estacionado, Cesta, Sino, Ciclo
A bicicleta é uma das melhores opções de transporte verde e deveria ser a melhor amiga do homem

O lado bom da história que isso está mudando! Vejamos São Paulo, por exemplo. É notável o aumento do número das ciclofaixas e, com isso, do número de ciclistas. Não à toa, diversas empresas começaram a perceber a mudança comportamental e trouxe soluções a quem gostaria de andar de bike, mas não estava disposto a adquirir uma.

Bancos, como Itaú, ou empresas de aplicativos de mobilidade urbana, como a Yellow, passaram a disponibilizar bicicletas próprias pelas ruas a um pequeno preço por minuto. Com isso, a bicicleta acabou se tornando ainda mais popular e muitas pessoas aderiram à ideia! E você, que tal começar a pensar também nessa possibilidade?!

2. Patinete

Com o furor que houve em torno das bicicletas, outras empresas começaram a observar que havia um público interessado a usar um transporte verde, mas que a bike ainda não era a melhor opção para elas. O motivo?! Muitas vezes, essas pessoas estavam indo trabalhar e não queriam chegar no local de trabalho já cansados e, por que não, suados. Logo, bicicleta ainda não era a escolha ideal.

Trotinette, Patinete, Homem, Cara, Tatuagens, Tatuado
As patinetes, junto com as bicicletas, trazem soluções econômicas à mobilidade urbana.

Com isso, vieram as patinetes. Muito comuns em diversas cidades da Europa, como é o caso de Paris, as patinetes passaram a dominar também as ciclofaixas das grandes cidades. Logo, ela se tornou uma ótima opção de mobilidade urbana, principalmente porque empresas, a exemplo da Grin, começaram a disponibilizá-las do mesmo modo que vinha acontecendo com as bicicletas.

3. Moto elétrica

Embora as bicicletas e as patinetes sejam ótimas alternativas de transporte verde, elas não são a solução para quem mora longe de grandes centros comerciais – a não ser que a pessoa tenha adquirido uma. Isso porque tais empresas que citamos acima têm uma área de atuação muito restrita, não abrangendo diversos lugares das cidades.

Ciclomotor, Bicicleta, Elétrica, Moto, Transporte
Para quem mora em longe centros comerciais, moto elétrica é uma alternativa de transporte verde.

Enfim, se esse é o seu caso, então o que fazer? Uma boa opção é a moto elétrica. O investimento será sim um pouco mais alto, mas ainda assim não se compara a um veículo próprio. Além disso, tem o bônus de que você não precisará enfrentar horas no trânsito e, por ser elétrico, não precisará abastecê-lo. Solução perfeita, não?!

4. Carros elétricos

Ok, você ainda não ficou convencido das bicicletas, patinetes e nem da moto elétrica. Afinal, como elas podem ser úteis a você, que leva filhos para a escolha, faz compras no supermercado ou está sempre viajando? Pois é, elas realmente podem não lhe ajudar, mas já pensou em ter um carro elétrico?

Pois é, carro elétrico é uma excelente alternativa de transporte verde a quem não consegue ou pode ainda abrir mão do veículo. No entanto, o Brasil ainda está se ajustando a essa nova realidade e, por isso, há algumas limitações quanto ao seu uso, já que não há muito lugares onde é possível carregá-lo. Mas, como o futuro é esse, por que não ser um pioneiro e investir nessa ideia?!

Posto De Gasolina Atual, Elétrica Do Posto De Gasolina
Carro elétrico é uma ótima opção de transporte verde a quem não pode abrir mão do veículo.

Como voce pode ver, o transporte verde pode e deve ser uma escolha sua! Ao fazer isso, você contribui não só para o meio-ambiente, como também para o seu próprio bem-estar. Então, que tal começar já a utilizar um meio de transporte mais sustentável e fazer o bem para todo mundo – literalmente?!